Heróis, Vilões… Mas se não Fossem Eles Como Estaríamos?

Massucatti Neto

..

                Nessa terça dia 03/09/2013 a câmara do estado de São Paulo decidiu homenagear a ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), que nada mais é do que uma Cia do Batalhão de Choque da Policia Militar do Estado de São Paulo com a Salva de Prata. Ocorreu por conta disso manifestação na Câmara de São Paulo, havendo a necessidade da retirada coercitiva de cinco manifestantes, cerca de oitenta “representantes” do povo, portando faixas com dizeres “matadores de jovens negros” e gritos de protesto usaram de seu direito constitucional de expressão. Sendo assim entendendo que estamos em uma democracia farei uso do meu.

pcc

                Como toda instituição composta de pessoas entendo que erros, excessos e arbitrariedades ocorreram, ainda mais em um país como o nosso e em um período de guerra como foram os anos de chumbo, afinal vivíamos em uma guerra contra a tentativa armada de imposição de um regime comunista, entendo também que hoje mesmo em pleno gozo da democracia existem aqueles que não fazem jus a se chamarem de Policiais Militares, como disse toda instituição é composta de pessoas, em toda classe profissional existem os bons e os péssimos. Entretanto existem em suas fileiras, e não apenas na ROTA mas em toda PMESP, pais e mães de família que tem filhos, parentes, e são eleitores, consumidores, cidadãos que dia após dia colocam em risco a própria vida, e indiretamente a de seus familiares e amigos, tentando combater o crime, zelar pela segurança e manter a ordem, são eles brancos, afros descendentes, orientais enfim de todas as procedências étnicas. Portanto essa manifestação encabeçada pelo PT, PC do B e ONGs defensoras dos “DIREITOS HUMANOS” (ONGs sustentadas com nosso dinheiro), deviam pelo menos respeitar as famílias desses profissionais e os direitos humanos desses cidadãos.

                Lembro sempre que a polícia tem a penosa tarefa de lidar não com as causas da violência, mas sim com o efeito, o qual é  resultado da péssima classe política que temos, políticos que pecam em não votar uma legislação que coíba a violência, políticos que criminosamente desviam verbas que deveriam ir para educação, saúde e segurança, políticos que se preocupam mais com a pobreza na Bolívia ou Venezuela do que com o consumo de drogas por nossos jovens ou a evasão escolar,  diga-se de passagem políticos que teimam em manter um currículo escolar que não prepara nossa juventude para a realidade do mundo.

                Os jovens manifestantes gritam e uníssono e forte coro “A RUA VAI COBRAR!!!”, caros amigos a rua já está cobrando e alto da população, a qual vocês não representam pois oitenta desocupados que numa terça feira não tem o que fazer não representam o povo trabalhador desse país, todo dia mulheres, crianças e idosos são mortos, mulheres violentadas, pais de família agredidos, pelas ruas de São Paulo drogados jogados nas sarjetas enriquecendo traficantes, e ainda tem quem quer liberar a maconha. A rua já cobra da mãe que manda seu filho para a escola e passa o dia em agonia sem saber se ele vai voltar.

                Vejo deputados irem contra, eis os nomes de alguns: Reis do PT, Orlando Silva do PC do B, Juliana Cardoso do PT, aliás toda a bancada petista votou contra a homenagem, agora se fosse para erigir uma estátua com os rostos de Hugo Chávez, Fidel Castro, Mao Tse Tung e Stalin no Ibirapuera todos votariam a favor. Essa esquerda que nunca se preocupou em esconder que pouco ou nada se preocupa com a situação da população, desde a abertura política eles estão no poder, seja no executivo e no legislativo e nada mudou, quantos escândalos ocorreram e ocorrem, mensalões e coisas do gênero, eles usam essa situação para usar o povo como massa de manobra, a miséria é interessante para eles. Afinal como manobrar um povo feliz, como incutir conceitos   comunistas em uma população satisfeita, como firmar o conceito de guerra entre classes sociais em um país de igualdade?

                Parabéns ROTA, parabéns aos Policiais Militares de São Paulo, vocês merecem, e peço desculpas as famílias desse policiais pela ofensa contra eles cometida por parte de algumas pessoas ignorantes, que usam a palavra fascista sem ao menos saber o que foi o fascismo e qual realmente é a origem dessa palavra, eles não representam a opinião da classe trabalhadora dessa nação.

 Faço uma pergunta as ONG’s de direitos humanos e demais representantes desse chamado direitos humanos (unilateral pois nunca vi um representante desse na casa de uma família que perdeu seu arrimo, seu pai em um assalto cometido por um jovem infrator), se são vilões ou heróis eu não sei, mas se tirarmos a polícia da rua, como querem os anarcosocialistas, quem virá em nosso socorro? Vocês manifestantes ou vocês deputados do PT, PC do B, PSOL e cia Ltda.? Ou quem sabe vocês trarão de fora, com um programa mais polícia, de Cuba por exemplo?

Massucatti Neto

Massucatti Neto é profissional de segurança privada, entusiasta de assuntos polemicos e um inestimável amigo a mais de quarenta anos

4 resposta para "Heróis, Vilões… Mas se não Fossem Eles Como Estaríamos?"

  1. Jornalista Lino Tavares
    Jornalista Lino Tavares   04/09/2013 em 15:12

    Pior que ser bandido é se tornar cachorro de bandido. É esse o papel que fazem aqueles que protestam eternamente contra as instituições policiais que, com todos os seus defeitos, são fundamentais para que se possa sair às ruas e desfrutar do lazer caseiro, com relativo grau de segurança. Ser contra a polícia, como instituição, é hipotecar solidariedades aos bandidos que, sem ela, transformariam o cotidiano da sociedade num verdadeiro inferno. É claro que existem maus policiais, maus juízes, maus promotores e até maus militares, mas valer-se dessa realidade para radicalizar e se posicionar como inimigo das forças legais de segurança é, no mínimo, uma insensatez, pois quem assim procede está se portando como um cão a serviço da bandidagem.

    Responder
  2. Gilberto
    Gilberto   04/09/2013 em 15:35

    Meu caro Massucatti Neto, eis minha opinião:
    Desde que conheço a esquerda brasileira, vejo que eles são os primeiros a partir para a depredação em suas manifestações, são ótimos em quebrar ônibus, trens, fachadas de bancos e lojas franquiadas, sem nunca se preocupar com o impacto negativo destas ações, seja o prejuízo ao empresário, seja o prejuízo ao funcionário, seja a falta daquele veículo para o transporte público.
    No caso das agressões, são realmente insanas, veja o caso da blogueira cubana Yoani Sánchez, que foi hostilizada pois criticou o Santo Fidel Castro e seu imaculado, amado, invejado e querido regime de governo.
    No caso dos políticos de esquerda, Eles em sua maioria já se mostraram dos mais corruptos, veja o caso de José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares, João Paulo Cunha, Lindbergh Farias, Roberto Sobrinho, Epifânia Barbosa, Cláudio Carvalho, entre muitos outros.
    Tem também o ex-ministro dos esportes, Orlando Silva do PCdoB, que roubou o tanto que podia.
    Além é claro do grande cacique petista, o Lula, que na primeira denuncia viu quarenta membros de seu governo, entre ministros e chefes de gabinete, caindo por corrupção, isto para não citar toda a história do filho do ex-presidente que assistia DVD’s piratas no avião oficial da presidência. Lulinha passou de funcionário medíocre do Zoo de São Paulo para um megaempresário das telecomunicações do dia para a noite, por puro milagre.
    A questão das manifestações contra a homenagem à ROTA e a atuação dos grupos de direitos humanos ligados aos partidos de esquerda é a mais simples de explicar.
    Quanto mais bandidos nas ruas, mais assaltos, furtos, latrocínios, estelionatos e fraudes; A maioria destes criminosos é usuária de drogas; Quanto mais usuários de drogas há no país, mais dinheiro os traficantes ganham, pois além de vender as drogas, vendem armas para que seus clientes possam cometer seus crimes; E não é segredo que uma boa parte do financiamento das campanhas do PT e do PCdoB vem do tráfico, que é um dinheiro fácil que não precisa ser declarado, além dos grandes traficantes serem aliados do PT no Foro de São Paulo.
    Enquanto isso, a polícia militar como um todo, em todo país, ou é deliberadamente sucateada, ou é utilizada como cabos eleitorais de seus governadores.
    A alegria destes grupos esquerdistas, principalmente os que compões as facções criminosas dos direitos humanos é quando os bandidos fazem a chacina dos policiais, pois com menos policiais eles correm menos riscos de serem presos fumando seus baseadinhos e usurpando o dinheiro público que os financia.
    É isso…

    Responder
  3. Massucatti Neto
    Massucatti Neto   04/09/2013 em 15:57

    é meu caro Giba, se fossemos lembrar todos os nomes metidos em falcatrua a matéria teria dez paginas, são tantos escândalos e tanta hipocrisia, hoje mesmo um tal deputado do PR/RJ Zoinho (deveria se chamar Zoião ou Zoiudo), metido com o desvio de quase 40 milhões através de locação de veículos ao ser entrevistado, descaradamente disse “não existe ninguém 100% honesto, só Jesus, eu tento…”, afinal ele tenta ser algo que deveria ser premissa básica para assumir um cargo. Esse, entre tantos outros casos, demonstra o descaso com que nossa “classe”política tratam as coisas e o povo como palhaços. Uma hora isso tem que mudar

    Responder
  4. Ivani Medina
    Ivani Medina   05/09/2013 em 08:47

    O desprestígio aos policiais é mais do que imbecil. A crítica sadia implica em cobranças e elogios. Que estes também não faltem àqueles que fazem o serviço sujo, que a esmagadora maioria não tem coragem de fazer.

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.