__gaTracker('require', 'displayfeatures'); __gaTracker('send','pageview');
 Lino Tavares
4 Comentários

Marly Marley, Uma História Bonita de “Luz, Câmera e Ação”

Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte Tamanho do texto Imprima esta Página

Lino Tavares

.

       O Brasil perdeu neste final de semana uma de suas mais talentosas mulheres do meio artístico, com o falecimento de Marly Marley, que ultimamente integrava o elenco de jurados do Programa Raul Gil, veiculado no SBT. Conquistou, no desempenho dessa atividade,  muitos admiradores que a acompanhavam e a aplaudiam ao vê-la misturar técnica e emoção na apreciação dos calouras, não raro chegando às lágrimas, com relativa facilidade, sempre  que um candidato a cantor, brilhando acima da média,  delineava-se diante de seus olhos como uma pedra preciosa encontrada num garimpo, prestes a  ser lapidada para se tornar uma joia de grande valor.

.

Marly Marley 3

.

   É claro que nem sempre agradava a todos na sua forma de analisar a performance desse ou aquele candidato,  pois é inerente à missão de julgar o ônus de ter que agradar alguns desagradando  outros. De posse de um currículo repleto de experiências múltiplas, por aquilo que fez e foi na sua trajetória ligada aos meios artísticos.

.

Marly Marley 2

.

   Marly Marley ocupava um espaço de realce na televisão brasileira, deixando entre nós com sua partida,  uma sensação de perda bastante intensa, posto que  já nos havíamos acostumado a conviver com suas análises sábias e suas colocações procedentes, naquelas tardes de sábado embaladas pelos shows de calouros do Programa Raul Gil. Deixou-nos relativamente jovem, mas com um legado de bons exemplos, que podem servir de modelo aos que escolhem o caminho do bem, para alcançar seus objetivos de forma limpa e em função do próprio esforço.

.

Biografia

.

       Marly Marley era sul matogrossense de Três Lagoas, tendo nascido em 5 de abril de 1938. Casada com o humorista Ary Toledo, a quem se referia sempre com enorme afeto, declinando o grande amor que os fazia um casal feliz e duradouro.

.

marly-marley-e-ary-toledo

.

    No seu cotidiano de atividades artísticas  e profissionais,  coexistiam o dinamismo da  ex-vedete do teatro de revista dos  tempos áureos do romantismo,  atriz,  diretora de teatro, crítica musical e Jurada de TV, além de professora e psicóloga por formação. Ainda na infância, mudou-se para Lins, SP, cidade que adotou como seu aconchego domiciliar. Apreciava todas as artes, mas era na música que encontrava a essência de sua mais profunda inspiração, tendo por isso frequentado aulas de canto e aprendido a tocar piano e acordeão.

.

Marly Marley 4

.

    Confessava-se uma apaixonada da arte carnavalesca, com a qual muito contribuiu, participando da gravação de marchinhas que marcaram época. Ultimamente, assinava a produção e direção de peças teatrais, entre as quais destacam-se obras do gênero como O Vison Voador e outras. Entre os vultos famosos com quem atuou, figuram participações em operetas com Vicente Celestino e em comédias com Dercy Gonçalves, Mazzaropi e José Vasconcelos. Estrelou também o filme Chega de Saudade, da cineasta Laís Bodanzky, além de uma produção mexicana e outra alemã.

.

Marly-Marley-1

.

    Na televisão, teve passagem exitosa pelas TVs Tupi, Excelsior, Record e SBT, onde atualmente atuava, ao lado de ícones da MPB, como José Messias,  no papel de  jurada do Programa Raul Gil, conquistando a admiração de milhões de telespectadores e o carinho de inúmeros calouros, aos quais sempre estendeu a mão, no afã de lhes mostrar o caminha eficaz na busca de um espaço no cenário musical brasileiro. Alguns deles, , juntamente com uma telespectadora e uma ex-colega sua do meio teatral, referiram-se à grande mulher e jurada Marly Marley, especialmente para esta matéria,  nos termos que se seguem, por ordem alfabética:

.

Marly Marley e Ary Toledo em foto de 1987

Marly Marley e Ary Toledo em foto de 1987

.

Amanda Vieira (modelo)

.

amanda-vieira

.

Ex jurada(caloura) do programa Raul Gil Marly Marley, morre aos 75 anos ; Uma pessoa de bom coração e feliz…lutava contra um câncer no pâncreas a tempo e seu estado era muito grave. Não tive a oportunidade de conhecer ela pessoalmente mais Deus receberá uma grande estrela.”

.

Bruna Braga (cantora)

.

Bruna-Braga

.

” Alguns dizem que o câncer é uma doença da alma, que atinge principalmente pessoas extremamemente intensas e emotivas. Acredito que realmente seja verdade, porque ele nos levou grandes divas, como a querida Hebe Camargo e agora a ilustre Marly Maley. Duas divas da nossa TV e rádio, mulheres fortes, emotivas, intensas e apaixonadas pela vida! Conheci a Marly Marley em 2004, quando fui caloura do Raul Gil por vinte e três programas. Alguns consideraram que ela foi injusta comigo naquela época, eu nada tenho a reclamar. Marly foi Marly, intensa em suas declarações, algumas vezes chorou ao me ver cantar, outras não se emocionou, tinha seus candidatos preferidos, mas sempre respeitou todos. Uma certeza todos tinham, a Marly estaria no júri, independentemente se o dia dela fosse bom ou ruim, sabíamos que ela estaria lá, porque ela amava aquilo! E ela sabia julgar como ninguém, porque fazia com a alma e o coração! Marly era aquele tipo de pessoa que você podia até não concordar com ela, ficar chateado, mas jamais conseguiria deixar de admirá-la e respeitá-la!!!! Ela sempre será a diva do júri feminino brasileiro, ela sempre será eterna em nossos corações!”
.

Eloina Ferraz (atriz)

.

eloina-ferraz

.

A Marly Marley além de uma artista de muito talento era uma pessoa que sempre procurava ajudar seus colegas em situações menos favorecidas. É bom lembrar que ela foi que organizou o espetáculo onde vários artistas trabalharam para o Vianna Junior, nosso colega, que se encontrava doente sem condições de poder trabalhar.Ela era alegre, divertida e muito preocupada com seus amigos . Uma pessoa generosa, caridosa e amiga verdadeira, Deixa imensa saudades. Obrigada pela oportunidade de poder publicamente expressar meus sentimentos e minha grande dor neste adeus a uma amiga que eu respeitava e admirava.

.

Kelly Moore (cantora) 

. kelly-moore-17) .

  Infelizmente, esrtamos muita tristeza.  Faleceu a grande artista, mulher forte e guerreira que com seu jeito cativante nos incentivava a querer sempre dar o nosso melhor, não apenas na música, mas em tudo em nossas vidas. Não faleceu apenas a jurada Marly Marley, mas sim a amiga e exemplo de bondade pra todos nós artistas. Soube agora pouco e ainda estou em choque com a notícia! Peço q orem e mandem muita força para os amigos e familiares, e, principalmente ao Ary Toledo que com certeza está sofrendo muito com essa perca. Que o Senhor Jesus possa confortar a todos nesse momento de muita tristeza. DESCANSE EM PAZ, a saudade será grande. Hoje o céu recebe mais uma estrela brilhante. Obrigada por tudo!!…fica na paz!!
.

Natasha Nappo (cantora)

.

Natasha-Nappo

.

“Marli Marley foi um dos grandes nomes no Raul Gil, lembro que desde criança eu me imaginava cantando no programa do Raul Gil e obviamente ela de jurada. Sempre gostei muito dos comentários que ela fazia e sem dúvida fará uma grande falta nesse cenário. Descanse em paz e que Deus conforte os corações dos que ficam!”

.

Ricky Vallen (cantor)

.

Rick-Vallen

.

Marly era como uma mãe. Ela só queria o bem das pessoas. Eu tenho por ela profunda admiração e amor. Uso até hoje um anel na mão direita, que ela me deu a dez anos atras. Nunca tirei esse anel do dedo. Ela me presenteou dizendo que me amava muito e que aquele anel era dela e me traria sorte. Uma mulher muito iluminada. Amo muito.

..

Rinaldo Viana (tenor)

.

Rinaldo-Viana-Tenor

.

A Marly Marley foi uma grande amiga que sempre me apoiou desde o começo! Uma grande artista,profissional e eu a considerava uma pessoa de caráter magnífico!  Deixou muita saudade!

.

Thalita Bardini (cantora)

.

Thalita Bardini

.

Conheci a Marly quando tinha 15 anos quando cantei pela primeira vez no Raul Gil e ela se emocionou ao me ver cantar… A Marly sempre foi uma grande mulher… Autentica… Alegre , carismática… Sempre gostei muito drla e fiquei muito triste ao saber da sua partida… Que a Deus esteja sempre com ela…. A Marly vai levar o brilho dela para o ceu…. Obrigada Lino por mais essa oportunidade…

..

. Thayna e Thaynara (dupla feminina)

.

Thayna-e-Thaynara-2

.

A Marly Marley sempre nos tratou como filhas. Ao final de todas as nossas apresentações, ela sempre vinha nos abraçar e nos dava algumas sugestões musicais para nossa próxima apresentação. Ficamos muito sentidas com a perda dessa grande amiga, pois ela fará muita falta.

.

Assista a seguir cenas da trajetória artística de Marly Marley, no vídeo relativo à homenagem que lhe foi prestada pelo Progrma Raul Gil:

.

.

  • Márcia Regina de Oliveira

    Belíssima matéria,sempre gostei de ver os comentários dela e do José Messias pessoas que realmente entendem de arte e não como alguns que se dizem entendidos e só gostam de apontar erros.
    Para o Ricky foi tristeza em dobro no dia em que era feito a missa de sétimo dia de Marly morri a sua mãe,duas mulheres guerreiras.
    Deus sabe o que faz e com certeza nós não esqueceremos dessas mulheres.
    Um beijo para você e obrigado não só por falar da trajetória de Marly mas também trazer depoimentos de artistas que passaram pelo crivo de Marly.

    • Jornalsta Lino Tavares

      Eu é que agradeço, querida Márcia Regina, seu belo comentário, que valoriza esse texto e revela a pessoa sensível que é, além de conhecedora profunda do que rola nos meios artísticos musicais. Parabéns e um beijo no coração.

  • Alfeu R Gomes

    Olá,
    A cada dia que passa estamos perdendo os ícones, aqueles que sempre irão deixar saudades em nossos corações.

  • Pingback: O Sonho Lindo da Nanci - Gibanet.com()