A Divina Comédia – Dante Alighieri

Dante Alighieri retrata a si próprio em peregrinação em três diferentes níveis da vida pós-morte (inferno, purgatório e céu), na visão católica, onde ele é guiado pelo poeta Virgílio, a pedido de Beatriz, figura que ele conheceu ainda criança e guardou como ideal de pureza.

Assim, em sua passagem através dos círculos do inferno, do purgatório e do céu, Dante encontra diversas figuras que conheceu durante sua vida; poetas, pensadores, religiosos, reis, rainhas e até personagens de poemas épicos e da mitologia da antiguidade.

A obra é um clássico da Idade Média/Renascimento, pode-se pensar na obra como um livro de poemas, como um guia com discursos sobre a moralidade, com críticas à sociedade e ao clero da época ou, ainda, como uma enciclopédia sobre a antiguidade e Idade Média – isto, claro, interessando-se o leitor em manter pesquisas paralelas à leitura.

Como dito inicialmente, esta resenha foi feita a partir do livro adaptado para forma de prosa, para facilitar o entendimento. Contudo, ainda assim é uma leitura complexa, ao menos para este que vos escreve, fazendo-se necessário consultar inúmeras fontes externas para alcançar um entendimento acerca de certos contextos abordados e mesmo algumas figuras históricas, religiosas e até mitológicas, como mencionado alhures.

Leia A Divina Comédia clicando no título abaixo.

 

A Divina Comédia – Dante Alighieri

.

.

.

Gilberto Vieira de Sousa
Gilberto Vieira de Sousa é Jornalista (MTB 0079103/SP), técnico em Sistemas de TV Digital, Fotografo Amador, Radioamador, idealizador e administrador do site GibaNet.com

Deixe um comentário