A Sombra Vermelha…

…CROÁCIA E VENEZUELA, O QUE TEM EM COMUM?

..

Massucatti Neto

..

Temos vistos nos jornais notícias sobre esses dois países, as manifestações, rebeliões, derrubadas de poder e a luta ferrenha de alguns ditadores em se manter no poder. Vemos nos dois casos o interesse da Rússia, berço e ainda capital mundial do comunismo e de Cuba irmã da primeira na fé vermelha, ultrapassando fronteiras e desrespeitando tratados e a autonomia desses países e afrontando o interesse do povo venezuelano e croata, esses dois dinossauros comunistas mandam além de apoio financeiro tropas para combater o povo.

A Rússia enfrenta até países como Estados Unidos e Inglaterra no melhor exemplo da guerra fria tal qual ocorreu no Vietnã, Coreia e Afeganistão entre outros conflitos, ela agora vem mais uma vez em socorro de ditadores, isso com apoio da China.

Comunismo 2

Alguns talvez se perguntem: Porque, se a URSS acabou, se o muro caiu e a democracia venceu? Ledo engano de quem pensa assim, os países da Europa oriental nunca estiveram livre da sombra vermelha e os líderes do países que outrora formavam a URSS sempre foram os indicados pela alta cúpula do Partido, na verdade esse foi o maior engodo e mais bem feito golpe dado pelo comunas, assim como dizem que o maior golpe do Diabo era fazer todo mundo acreditar que ele não existia, assim fizeram os vermelhos. Na época da guerra fria sabia-se bem, haviam dois lados, era fácil de perceber a ação dos comunistas, estavam eles cercados por um muro e suas atitudes eram facilmente percebidas quando atacavam os direitos humanos, era fácil se defender.

Percebendo que esse isolamento apenas fazia com que o plano de transformar o mundo numa grande União Soviética ficasse cada vez mais distante e com dificuldades econômicas claras para continuar o projeto, decidiram então o golpe do século:” Vamos fazer com que todos acreditem que o comunismo acabou. “E assim derrubando o muro, que mais servia como uma represa que ao se romper fez com que toda podridão fosse liberada para mundo, eles se tornaram a mais perniciosa e influente forma de governo paralelo em vários países do mundo.

Assim também fez a China, abriu suas portas à economia capitalista que eles tanto e por tanto tempo tiveram ojeriza, porém mantendo uma política comunista no tocante a desrespeitar os direitos do povo e das liberdades individuais, vemos nesse caso uma clara mostra do que é o comunismo, uma política em que o todo trabalha é em benefício dos privilegiados do partido, os quais enriquecem e gozam de todo conforto proporcionado pelo mundo capitalista.

O nosso governo além de ser parceiro “comercial” desses países voltados para essa infame forma de governo, ainda dá um claro e abjeto apoio às condutas nada democráticas desses dois países em conflito interno, que agem contrários ao interesse do povo, assim como fazem aqui no Brasil onde os políticos votam baseados em seus interesses particulares ou deturpados princípios sem ligar para a opinião pública.

Incorrendo no risco de parecer paranoico defensor da teoria da conspiração, digo que não podemos e não devemos nos calar ante os sinais da escalada do comunismo no Brasil, se não estaremos fadados a uma situação em nada diferente a dos países agora em conflito, ou subjugados sob uma forma opressiva e massificadora de governo ou em uma guerra civil onde muitos perecerão.

A sombra vermelha existe, agora mais nociva do que antes, ela cobre o mundo, a Rússia e a China são os braços do leste europeu e da Ásia, na américa do sul temos Cuba e assim com postos espalhados pelo mundo eles colocam em pratica seu plano, acabar com as democracias, destruir o individualismo do cidadão, impondo essa política do todo trabalhando pelo bem de poucos.

 

 

 

 

 

Massucatti Neto

Massucatti Neto é profissional de segurança privada, entusiasta de assuntos polemicos e um inestimável amigo a mais de quarenta anos

8 resposta para "A Sombra Vermelha…"

  1. Joaquim Caldas   12/03/2014 em 20:51

    Dos males o menos ruim: Hitller, queria acabar com o comunismo! “A peste da raça mentiroso que quer acabar com a igreja católica”. Hitler referindo-se aos comunistas.

    Responder
  2. Massucatti Neto
    Massucatti Neto   14/03/2014 em 12:03

    Antes de mais nada quero agradecer seu comentário Joaquim, é bom saber que alguém lê essas toscas e mal escritas linhas, obrigado.
    Mas na verdade ele queria era impor seu regime, não importando os meios que usava, tanto que enquanto ele participava de uma confraternização na Russia confirmando um tratado entre Alemanha e URSS de não agressão, tropas nazistas invadiam a Polônia, ou seja, ele venderia a alma ao diabo se isso permitisse que invadisse o inferno. Os discursos pró cristianismo eram nada mais nada menos que uma tática de propaganda, assim como usada por Constantino em Roma que até em cristão se “converteu”, percebendo a força do movimento em Roma, Hitler sabia que o povo alemão tem fortes características, ou tinha, eram nacionalistas ao extremo, um senso de unidade familiar fortíssimo e uma religiosidade arraigada em sua personalidade (vide quem foi Lutero), portanto usar o forte apelo cristão da crucificação era mais do que prático, ele mesmo se denominava a serviço de Deus. Acredito até que se não fosse parado ele invadiria o vaticano e se denominaria o 14º apóstolo, tal qual constantino se achava o 13º. Com relação a igreja católica como instituição, até porque sei que vários cristãos morreram defendendo a vida, ela sempre se posicionou a favor de quem vence, isso na história da humanidade portanto naquele momento não seria diferente.
    Não, ele não defendia a igreja, e para mim sua ideologia não era de direita, ou como ele mesmo dizia, seu socialismo socializava o homem, mais do que terras ele afetava o homeme e assim como o comunismo ele tirava o individualismo do cidadão, sendo isso para mim mais socialismo comunista que direita.
    quanto a igreja ser de direita ou esquerda, ou se vende, é só avaliar: o que a pastoral da terra

    Responder
    • Joaquim Caldas   15/03/2014 em 10:52

      Mussicatti Neto.
      Parabéns pelas suas explicações, com muita razoabilidade.
      Todo bandido usa de um álibi que engane suas vítimas. Hitler usou tão bem a igreja que até o papa lhe agradeceu. O comunismo se alimenta da esperança que vende aos ingênuos, cristãos, dias melhores.

      Responder
  3. Massucatti Neto
    Massucatti Neto   15/03/2014 em 20:08

    Obrigado, você também se expôs com muito discernimento, a questão do nazismo ser chamado direita é um dos grandes truques da esquerda, eles esquecem que na própria sigla Nazi, tem socialismo, e que também Stálin chegou a tentar uma parceria com Adolf, então tentam juntar a imagem de nazismo ou do fascimo (que também não sabem bem o que é) aos regimes de direita, quanto a igreja e a pastoral da terra, sempre achei muita cara de pau “padres, religiosos”, na esquerda defendendo bandeiras vermelhas com foice, martelo e estrela. Afinal a religião não é o ópio do povo? Essa é uma otima estrategia comunista, uma vez que o povo brasileiro é entorpecido pela religião foi a forma mais pratica de atingir as massas.

    Responder
  4. Joaquim Caldas   15/03/2014 em 21:18

    Mussicatti Neto.
    Não sei se você percebeu que quando os manifestantes,nos estádios de futebol,começara as vais sobre Dilma,em junho de 2013,eles,de logo,contrataram o Papa Francisco por uma bagatela de 120 milhões pela visita,com o objetivo de acalmá-los?

    Responder
  5. bruno rodrigues   07/08/2014 em 17:38

    Mussicatti Neto.
    hitler se reunia com Stalin pelo apoio da grande URSS, mas ele n suportava os socialistas. Ele estava interessado em durante a 2GM n ter q lutar com os sovieticos e fazer uma guerra de apenas uma frente, diferente da 1GM em q as duas frentes levaram a derrota a Alemanha.
    Voce tbm citou Karl Marx mas ele n propos o socialismo imposto na URSS e nos paises q vieram dps, esse socialismo sovietico se chamava Stalinismo ou socialismo Real. Marx propunha uma sociedade sem a privatização dos meios de produçao em q ninguem ficaria acima de ninguem, mas Stalin fez com q os meios de produção fossem inderetamente “privatizados” por ele mesmo então n culpe Marx e sim Stalin.

    Responder
  6. Joaquim Caldas   08/08/2014 em 21:38

    Senhores comentaristas:
    segundo especialista em perícias históricas das civilizações,Marx nunca foi o criador do comunismo e sim os judeus primitivos,conforme os ditos escritos no Talmude,Alcorão,torá e a própria bíblia.Os sionistas usavam das astúcias para invadir os povoados que podiam prosperar com a fertilidade da natureza,isso muito antes de Cristo.Os últimos exemplo foram as brigas de Índios na disputa pelos territórios.Marx,apenas traduziu destes livros citados.Lembram-se das histórias da terra prometida? terra prometida

    Responder
  7. Joaquim Caldas   08/08/2014 em 21:49

    Comentaristas: Quem queria acabar com os povos da Eurásia e controlar o mundo não foi diretamente o Hitler,foi Stalin que incentivou Hitler a fazer e deu total apoio.Quando Hitler percebeu que a Rússia/URSS,queria usá-lo,com mais de meio caminho andado,Hitler partiu pra cima do soviéticos, tendo apoio inclusive da igreja católica.Deu-se o desastra ente Rússia e Alemanha.O golpe era o seguinte: Hitler atacaria todos,menos a Rússia,e quando o poderio de Hitler se esgotasse a Rússia se uniria a Alemanha e iria executar Hitler.Por tudo isso,a Rússia ainda se passou por vítima.É de se observar que Hitler sofreu vários atentados,já estava ligado!

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.