Lino Tavares

..

Qualquer cidadão medianamente inteligente é capaz de perceber que esse programa de cunho ideológico chamado “Mais Médicos” representa na essência um tremendo descaso do governo no tocante àquele mínimo de garantia que o ser humano merece ter em relação ao profissional de saúde com quem se trata. Sem uma política de avaliação da capacidade profissional dos ‘médicos importados’, o governo castrista de Dilma Rousseff , nessa medida descriteriosa que chega às raias da irresponsabilidade, primou pela  quantidade,  relegando ao segundo plano o fator primordial que é a qualidade, mesmo ciente de  que essa opção infeliz pode resultar em danos irreparáveis à saúde de milhões de brasileiros de baixa renda, a quem se destina esse contingente de médicos desconhecidos, que veio para o nosso país “vender seu peixe”,ainda que sem ter passado pela “competente inspeção das autoridades sanitárias”. Além de colocar em risco a saúde do povo, essa política macabra representa uma concorrência desleal em relação aos  médicos brasileiros , grande parte dos quais estudou com sacrifício, pagando anuidades escolares caríssimas, tendo que se submeter, uma vez  formados, às limitações próprias do período de residência, representadas pelo baixo salário e pela carência de recursos materiais para exercer a medicina de acordo com os padrões mínimos de dignidade.

..

RECEITA

..

A foto acima, que me foi enviada por um conceituado médico de Porto Alegre,  atesta com eloquência o tipo de profissional de saúde que esse governo de muito barulho e pouca ação está empregando,no seu programa demagógico,  sem nenhum critério de avaliação acerca do quesito competência. O exótico “receituário” mais parece uma dessas indicações escritas na perna por curandeiros de campanha, receitando os velhos chás caseiros de galpão, onde mel, cachaça, folha disso e daquilo e “outras cositas mais” constituem o conteúdo laboratorial “milagroso” capaz de curar berne, bicho de pé, dor de barriga e até dor de cabeça, mesmo que seja de um gremista, após o indigesto chocolate de 4 a 1 que levou do colorado na charmosa Serra gaúcha. Mas, como nem tudo é imperfeito no universo das imperfeições,, é preciso que se faça justiça à “doutora”, provavelmente caribenha, que prescreveu essa medicação gaudéria, reconhecendo que  pelo menos ela caprichou na dose líquida medicamentosa, receitando Vodka, um produto russo como a ditadura do proletariado, ao invés daquela cachaça de bagaço de cana (portanto, “bagaceira”), que o Lula vive a promover nos quatro quantos do mundo, atestando sua qualidade em nome da experiência própria de grande consumidor do produto, adquirida ao longo de anos nas rodas sindicais e nas festas caipiras da Granja do Torto.

One thought on “O Curandeirismo Importado

  1. Joaquim Caldas says:

    Os políticos escolhidos por votação eleitoral para orientar a nação,seguir amplamente nossa constituição,estão abusando e debochando da capacidade dos eleitores e cidadãos brasileiros.o PT esta implantado o CUBASIL e estes políticos que se fazem de oposição não tem a menor vergonha de serem eleitos pelo povo e permitir que o PT aja desta forma traiçoeira à sociedade brasileira.
    Todos,na América do Sul,sabe que quando Cuba quer invadir um país LA,começa por mais médicos,por conseguinte vem os guerrilheiros.O Brasil deu inicio ao “Mais Médicos” e agora,Dilma,contrata 500 mil segurança da Guatemala para os jogos da copa do mundo no Brasil.Quem garante que estes seguranças são verdadeiros guatemaltecos? Sabe-se que cubanos estão embutidos neste evento e que a polícia da Guatemala é a mais violenta do planeta.Partindo do princípio de que as Forças Armadas foram desmoralizadas,mais uma vez,com isso também as Polícias Militares dos Estados, o Brasil segue a fusão imposta pelos Ptistas e com anuência do congresso bicameral.O pior de tudo é que o povo não reage nem as FFAA.As eleições estão aí,e ningém se manisfesta para mudança do senado e congressistas,eles continuam os mesmos e com os mesmos partidos de esquerdas em vigor! Onde vamos para juntos com nossa famílias?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.