A Estrada Cor de Rosa de Sula Miranda

Lino Tavares

.

Nossa entrevistada da série é a cantora, locutora,  apresentadora e decoradora brasileira Sula Miranda,  consagrada nacionalmente por seu currículo repleto de grandes sucessos que marcaram época na música sertaneja romântica da qual é uma das pioneiras,  cantando e encantando multidões com sua extraordinária expressão vocal  e incomum presença de palco.

 .

sula miranda 3

 

 .

Biografia

.

Sula, cujo nome de batismo é Suely Brito de Miranda, nasceu em São Paulo, capital, no dia 12 de novembro de 1963. Depois de superar um problema de saúde na laringe, trazido da infância, através de uma cura que pode ser considerada milagrosa, ela começou a descobrir seu pendor artístico nas brincadeiras com as irmãs vivenciadas num amplo salão da parte inferior do sobrado em que morava com a família,  no bairro Ipiranga.

 .

sula miranda 4

.

O Começo

.

Consciente de seu potencial artístico, uma qualidade de família, Sula despontou no cenário musical integrando com as irmãos Yara e Odete (Gretchen) o grupo “As Mirandas”, que mais tarde passou a denominar-se “As Melindrosas”, virando quarteto a partir da inclusão da amiga Paula. Deu tão certo que, já no primeiro LP gravado “Disco Baby”,  alcançou a marca de 1 milhão de cópias vendidas, figurando como grande sucesso nas paradas de todo o Brasil.

.

 

sula miranda 6

 .

A Carreira  Solo

.

Incentivada por esse começo exitoso, Sula Miranda foi contratada pela 3M do Brasil, em julho de 1986, gravando seu primeiro disco solo, que bateu recorde de vendas em outubro daquele ano. Plenamente identificada com a carreira, a cantora paulista soube aproveitar com muito senso artístico o momento de transição por que passava o gênero sertanejo, que se urbanizava,  misturando a música caipira antiga com a modernidade advinda da instrumentalização eletrônico nos meios musicais. Muito criativa, lançou um estilo sui generis, classificado como sertanejo romântico, que logo se popularizou , entrando com força total no mercado fonográfico.

.

sula miranda 8

 .

Rainha dos Caminhoneiros

.

Com esse perfil inovador, idealizou uma maneira  de direcionar o teor  de sua mensagem a um segmento específico, encomendando ao compositor Joel  Marques, um dos mais consagrados do gênero, a composição de uma música dedicada aos profissionais do transporte de carga. Teve então a seu dispor a canção “Caminhoneiro do Amor”, a cuja gravação imprimiu um forte conteúdo de sensualidade  e romantismo, transformando-a numa espécie de hino dessa categoria profissional, com enorme audiência e vendagem recorde, que lhe valeu um Disco de Ouro, colocando-lhe na cabeça a coroa de Rainha dos Caminhoneiros. Por conta desse sucesso, Sula gravou um videoclipe que teve excelente índice de aceitação.

 .

sula miranda 9

 .

Novos Horizontes

.

A partir dessa consagração, todas as portas do sucesso se abriram para a jovem cantora, que alcançaria seu status de grande estrela, realizando shows com enorme presença de público e sendo muito requisitada para campanhas publicitárias de grande porte. Embalada por tamanho sucesso,  sua carreira deu um salto de qualidade, abrindo-lhe espaço para sucessivas gravações de músicas de compositores famosos, além de  participações importantes em programas de estrada como o Clube Irmão Caminhoneiro Shell e Siga Bem Caminhoneiro.

 .

sula miranda 1

 .

A  Apresentadora

.

Carismática e dona de uma aparência delineada por um misto de simpatia e beleza, Sula Miranda desperta a atenção de diretores e produtores da mídia, sendo contratada por Goulart de Andrade, em 1990, para apresentadora do programa “Roda Brasil”, na Rede Record de Televisão, com enfoque ao cotidiano profissional dos caminhoneiros. Em 1991, é premiada com o Troféu Imprensa, sendo considerada a melhor cantora de música sertaneja. Na sequência, foi contratada pelo SBT para comandar o programa de música sertaneja batizado com seu nome  “Sula Miranda”, que alcançou grande audiência,  consolidando sua trajetória nessa nova etapa da carreira.  Voltou à Rede Record em 1993, onde passou a apresentar um programa de conteúdo múltiplo,  também intitulado “Sula Miranda”,  com entrevistas, músicas de gêneros variados, jogos e brincadeiras. Destacou-se  na CNT, em 1995 e 1996, apresentando nas tardes de sábado o programa “Sula Show”, que incluía variedades e um quadro de calouros. Em 1997, transferiu-se para a Rede Manchete de Televisão (atual Rede TV), onde se tornou apresentadora do programa “Sula Miranda Show”, levado ao ar nas noites de sábado, com grandes atrações musicais

.

sula miranda 11

 .

O Novo Século

.

Praticamente, Sula iniciou sua caminhada neste novo século, comandando na Rede TV o programa “Elas”, em 2000, direcionado ao universo feminino, versando sobre coisas como decoração, artesanato, moda, saúde e culinária. Figuram ainda em sua trajetória de apresentadora programas de sucesso como “Ser Tão Mulher”, em 2002,  e “A Tarde é Nossa”, em 2004, ambos na Rede Mulher de Televisão – atualmente extinta. Em 2008, dirigiu um programa ligado ao mundo da decoração, na TV a cabo, denominado “Estilo & Ideias”, a partir do qual ganhou experiência e prestígio que lhe credenciaram a  aceitar um convite para decorar a Rede CNT de Televisão em 2010, além de ganhar um quadro chamado “Fazendo a Diferença” no programa “Notícias e Mais”, apresentado por Leão Lobo e Adriana de Castro.

.

sula miranda 12

.

Atualidade Artística

.

Ultimamente, Sula Miranda teve exitosa passagem pela Rede Família de Televisão, apresentando de agosto de 2013 a junto deste ano o programa “Tudo Posso”, veiculado de segunda a sexta-feira, das 10 às 11 h, com informações sobre temas diversos, como artesanato e decoração, atividade na qual é especialista. Depois de um período longe dos holofotes da fama, dedicando seu tempo à vida familiar, a musa dos caminhoneiros retornou ao cenário artístico, gravando em 2008 dois discos de música gospel.  Ao completar 25 anos de carreira solo em 2012, gravou o CD “Prova de Amor”, que marcou sua volta à música sertaneja. Reportando-se a esse reencontro com o passado de sucesso, Sula disse textualmente: “Neste retorno, posso viver verdadeiramente o que é amor, fidelidade e respeito”. No referido CD, figuram regravações de sucessos como “Jesus Cristo” e “Caminhoneiro (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), “Adoro Amar Você” (Peninha) e “Quem de Nós Dois” (Ana Carolina). Além de romântico, o CD contém músicas dançantes e do atualíssimo estilo sertanejo universitário, representado pelas músicas “Avisa Ele”, “Anjo” e “Contato”, bem como um novo hit para os caminhoneiros, intitulado “Caminhoneiro Tô Apaixonada”. Trata-se de uma produção fonográfica exclusiva da própria cantora, tendo na direção geral e na parte executiva Radar Records. Seu lado de compositora se expressa em parcerias com Charlys da Rocinha e Emílio Guimarães nas músicas “Contrato” e “Vai dar Certo”, e com Ricardo Leite na composição “Transplante”.

.

sula miranda 13

.

Sula Miranda  Responde

 .

Quando foi que você descobriu sua vocação de cantora ?

R : Desde pequena aos 6 anos de idade já cantava e dançava com minhas irmãs mais velhas

.

Você descobriu sozinha essa vocação artística ou alguém lhe despertou para isso ?

R:  Na verdade era muito natural isso na família, todas têm dom artístico

.

Em que que local e com que idade você cantou em público pela primeira vez ?

R:  Aos 10 anos num festival de música na escola

 .

Você  sempre quis ser artista ou havia outros projetos de vida em relação ao futuro ?

R:  Na verdade não projetei ser artista,  sempre almejei trabalhar com decoracâo de ambientes

Que gênero musicais mais lhe atraíam na infância e na adolescência ?

R:  Primeiro disc music, depois sertanejo

 .

Em sua formação musical, incluem-se aulas de canto e instrumental ?

R:  Sim aprendi violão e piano, além de aulas de canto e também ballet

 .

Nos tempos efervescentes da carreira, você se definia como cantora sertaneja, pop ou romântica ?

R:  Sempre sertanejo romântico

 .

Você é uma mulher bonita. Esse fato ajudou,  atrapalhou ou não fez nenhuma diferença para a conquista de espaços na carreira ?

R:  Sempre ajuda, a boa aparência faz parte da midia

 .

Você participou de algum filme, novela ou coisa do gênero ?

R:  Sim na adolescência o filme É proibido beijar as melindrosas e depois  novelas Ana raio e Zé trovão e também na RECORD

 .

Qual e o gênero musical predominante de sua carreira na atualidade ?

R: Sertanejo,mas gostaria muito de ter um trabalho gospel

 .

Que lição você tirou de sua passagem pela televisão como apresentadora ?

R:  Muito enriquecedor, adoro,  os programas femininos me trazem muito conhecimento, os musicais me dão prazer

 .

Quem você apontaria como grandes parceiros no auge da carreira, quando estourou nas paradas com a música Caminhoneiro ?

R:  Silvio Santos e Bolinha me abriram as portas nos seus programas e divulgaram muito meu trabalho, sempre

 .

Você acredita que. na segunda metade do século passado, os veículos de comunicação de maior audiência praticavam algum preconceito contra a música sertaneja ?

R:  Não vivi este tempo, sou privilegiada e peguei a fase boa da música sertaneja

.

Afora a música Caminhoneiro do amor, que foi carro-chefe do seu sucesso, que outras canções você citaria como marcantes na carreira ?

R:  Com o pé na estrada, Estrada a fora que me rendeu troféu imprensa, Seu olhar, Carona

.

Quando passou a identificar as coisas de sua carreira no tom cor de rosa, o fez por questão de  preferência pessoal ou por ser essa a sua cor de sorte ?

R:  Aconteceu…. um pintor errou a cor do meu escritório e minha vida ficou rosa, na verdade ele acertou, rsrsrsr

 .

Quais foram as grandes experiências adquiridas nas excursões artísticas a bordo do seu famoso ônibus cor de rosa ?

R:  Tenho muitas saudades… uma fase ímpar, ninguém até hoje no Brasil teve um ônibus como o meu, virou historia…

.

Tal como os cantores da Jovem Guarda, do Tropicalismo e outros movimentos, você viveu parte de sua carreira em pleno Regime Militar. Enfrentou algum tipo de problema, em razão disso, para desenvolver a sua arte ?

R:  Nunca tive problemas

 .

Seu ingresso nos meios evangélicos, incluindo no repertório a música gospel, foi inspiração divina ou opção profissional ?

R:  Na verdade prefiro explicar assim: não mudei de estilo musical, mudei minha vida

.

Depois de tantos anos de estrada e de sucesso, ainda dá aquele “friozinho na barriga” ao subir no palco para cantar  ?

R:  Em estreias de shows ou programas

 .

Comparando os tempos áureos da MPB com o atual momento, você acha que a música brasileira evoluiu para melhor ou caiu de padrão ?

R: Sempre evolui, acompanha as gerações… saudosismo não funciona,  temos que ir adiante

 .

Você acredita  que toda música gospel  é manifestação de fé, ou tem algumas que são mero interesse comercial  ?

R: Depende do compromisso de cada cantor com sua missão, não julgo

 .

No início da carreira, quando começou no Grupo “As Mirandas”, você participou de algum programa de calouros ou concurso semelhante ?

R: Sim , Silvio Santos

 .

A seu ver, os grandes festivais. semelhantes aos do século passado,  estão fazendo falta para impulsionar o desenvolvimento musical em nosso país ?

R: Não acho, temos bons programas com novos talentos

.

Que análise você faz de programas de calouros como o The Voice Brasil, Raul Gil e outros ?

R: São exatamente estes que mostram a qualidade do artista brasileiro

 .

Acha possível a um cantor principiante, na atual conjuntura,  alcançar o sucesso sem dinheiro para se promover na mídia ?

R: Possível,  sim, pois com DEUS tudo é possível, porém muito difícil,  até os veteranos têm que bancar, nada mais é feito sem esquema comercial

 .

Considera satisfatório o apoio dispensado pelo Ministério da Cultura em prol do  desenvolvimento da arte musical em nosso país ?

R:sempre podemos melhorar

 .

Como você vê o futuro do Brasil a partir do resultado das recentes eleições presidenciais ?

R : Mistério…. o tempo dirá

.

estadio_corinthians-itaquera

.

Bate bola com Sula Miranda

.
Grande paixão ? Minha fé
Uma fato inesquecível  ? Nascimento do meu filho
O seu “dia D” ? Ainda não chegou
Um amigo do peito ? JESUS
Maior sonho realizado ? Meu show dos 10 anos de carreira
Grata surpresa ? Troféu talento
Coisa para esquecer ?  Derrotas
Uma superstição ?  Não tenho
Cor preferida ?  Rosa bebe
Número de sorte ? Não creio
Prato preferido ?  Doces

Principal Hobby ?  Cuidar do corpo e pele

Clube do coração ? Corinthians

Religião ? JESUS

Quem é Deus ? O Pai , filho e Espírito Santo
Cantor ou cantora nacional de todos os tempos ? Roberto Carlos
Cantor ou cantora internacional de todos os tempos ? Gloria Stefan
Personalidade mundial de todas as épocas ? Pelé
Projetos  ?   Lançamento do meu livro De Rainha a Serva, pela editora planeta, novo CD, novo programa na TV
 .
sula miranda 15
 .

Considerações finais:

 .
Seguir sempre pela fé…..ainda que as circunstâncias mostrem tudo ao contrário
 .

VIDEOS COM SULA MIRANDA

.

Maiores sucessos

 .

Caminhoneiro do amor:

.
 .

Com o pé na estrada

.
Sabadão Sertanejo:

.  

.

Com Paula Fernandes: 

.


.

Lobo amante:

.

 .

Filme triste (Jovem Guarda)

.

.

Volta de Sula Miranda para a Música Sertanejo: 

.

 .

Prova de Amor:

.

 .

Carona:

.

 .

Participação Especial

 .

Programa Todo Seu (Ronnie Von): 

.

.

Gospel

 .

Estrada de Bênçãos:

.

 .

Sula Miranda em Londres:

.

 .

Propriedade de Ti (1ª parte)

.

 .

Comunidade Evangélica Mundial:

.

 .
 .

Facebook:

https://www.facebook.com/#!/oficial.sulamiranda?fref=t

Lino Tavares

Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor

Deixe um comentário