Bruna Braga, Nova Cavalgada Artística no Universo Sertanejo

Lino Tavares

 

 

Nossa editoria de reportagens volta a entrevistar a cantora, compositora e jornalista Bruna Braga, de Belo Horizonte, que se reporta nesta oportunidade à dissolução ainda recente da Dupla Bruna & Keyla, fato que de certo modo pegou de surpresa seus milhões de fãs, bem como as legiões de apreciadores do gênero Sertanejo Universitário, no qual o Duo feminino se destacou, após vencer o Quadro “Mulheres que Brilham”, em 2012 no SBT, gravando na Sony Music um CD e o Clipe da música “Vem me completar”, com a participação do cantor Eduardo Costa, que foi selecionada para concorrer ao Grammy da Canção Latina, ao lado de melodias interpretadas por grandes astros da música brasileira como Caetano Veloso, Djavan e o Rei Roberto Carlos.

Bruna Braga 1

Biografia

A entrevistada, que já é conhecida no cenário musical brasileiro, onde despontou em 2004, chegando à final do Programa “Raul Gil”, na Rede Record de Televisão, com interpretações inesquecíveis, dispensa maiores comentários, até porque, para ter acesso à sua biografia e trajetória artística, de forma mais aprofundada, basta clicar nesse link (http://linotavares.blogspot.com.br/2013/02/a-entrevista-mpb-do-ano-por-lino-tavares.html ) relativo à primeira entrevista que nos concedeu no limiar do sucesso da Dupla Bruna & Keyla, extinta pelas razões que veremos a seguir, de forma sucinta, no elenco de perguntas e respostas que caracterizam o teor da matéria.

Bruna Braga 2

A Nova Dupla

Vale observar, contudo, que o objetivo primordial dessa entrevista é abordar assuntos relacionados à nova Dupla “Cíntia & Bruna”, recém constituída, na qual nossa entrevistada consolida sua permanência no cenário musical, algo que representa para Bruna Braga, como ela própria tem afirmado, sua principal razão de viver, encarando esse fato como uma missão divina trazida de berço, acerca da qual pretende se dedicar ao longo de sua passagem estelar pelo “Planeta Gente”.

Bruna Braga 3

Bruna Braga Responde

.

Quando ficou decidido que Bruna e Keyla não mais cantariam juntas, lhe deu um aperto no coração, pensando na tristeza dos fãs ao terem essa notícia?

R: Decidimos nos separar no final de 2014, para mim foi muito difícil pensar que a dupla tinha acabado porque lutamos muito e tivemos muitas vitórias juntas. Você cria um laço, um carinho muito grande e todo rompimento é sofrido. Ao mesmo tempo senti um alívio muito grande, porque o ano de 2014 foi muito complicado para a dupla. Muitos obstáculos surgiram na nossa frente e foi muito desgastante passar por tudo, principalmente porque eu também estava arrumando meu casamento, me mudando de casa e etc. Mas mesmo assim, lutamos para salvar o projeto, mas chegou a um momento em que não dava mais, cada uma queria seguir um caminho e tudo levou a um desgaste enorme. Decidimos nos separar, mas ainda não tínhamos a autorização da gravadora para anunciarmos o final da dupla e por isso, nas redes sociais, B&K nos mantivemos neutras, sem falar que também tínhamos gravado alguns programas de TV e seria antiético divulgarmos o fim antes deles serem televisionados. O aperto no coração foi enorme, mas se sabia que os fãs entenderiam e continuariam a seguir nossas carreiras mesmo separadas. Porque a música continua presente na nossa vida e foi ela quem nos trouxe eles! Sem falar que continuei respondendo a todos e inclusive enviando os CDs da B&K, porque esse laço é muito forte e importante para mim e quero que seja eterno.

.

 

De todas as apresentações que fizeram juntas, no curso da carreira, qual a que mais será lembrada por você?

R: Nossa, foram tantas inesquecíveis e especiais! Mas teve um show no início de tudo, que tinha apenas umas vinte pessoas. Tinha chovido na cidade e foi um caos, mas essas poucas pessoas ficaram tão entusiasmadas com o show, porque fizemos um super show! Cantamos como se tivessem milhares de pessoas nos olhando, e muitos chegaram para falar que aquilo foi incrível, que eles iriam seguir a gente para sempre. Esses momentos, esses shows, são os mais surpreendentes!

.

Como seus familiares e amigos mais próximos receberam a notícia de que a Dupla Bruna & Keyla tinha chegado ao fim?

R: Minha mãe sofreu muito, ela era aquela super fã, que postava mil fotos, entregava CD aonde ia e sempre foi muito animada com a dupla. Mas os outros já esperavam, meu marido, meu pai, e amigos próximos, porque eles viam o quanto foi desgastante para mim o ano de 2014. Meu marido quando dei a notícia só me perguntou: “E aí amor? Quem vai ser a nova dupla? Porque eu não aceito ver você parar!” Ele é quem me dá mais força, ele é meu anjo !

.

Desfeita a parceirinha com Keyla Vilaça, você não perdeu tempo e já inicia outra com a cantora Cíntia Fonseca. Onde você conheceu a nova parceira e de quem partiu a ideia de formarem uma dupla?

R: Conheci a Cíntia quando eu e a Keyla fizemos um show em Vespasiano/MG. Ela tocou logo depois do nosso show e acabou que adoramos ela, o seu som e ficamos assistindo o show e cantamos juntas. Ali brinquei com ela, “se algum dia eu ficar famosa e rica, vou ser sua empresária”. Então nasceu um carinho muito grande e ela sempre que podia ia aos nosso shows. Quando B&K se desfez, logo pensei nela, e hoje nosso empresário e sócio Ivamar Gomes (IG Produções) e ex-sócio da B&K, também sempre acreditou muito no talento da Cíntia. Por isso, a convidamos e ela topou! Foi uma alegria, porque ela além de ser linda, toca vários instrumentos e canta muito bem! Resumo da história, não fiquei rica, nem famosa, mas ao menos hoje sou sua parceira! Risos.

.

Para os fãs que não conhecem sua nova parceira, explique quem é Cíntia Fonseca e alguns detalhes de sua vida artística!

R: A Cíntia nasceu em Itaúna/ MG, autodidata aprendeu a tocar violão aos treze anos e aos quinze já se apresentava nos barzinhos de sua cidade. Aos dezessete anos fez parte da bateria Itaunense de samba Timbagole, onde além de tocar se apresentava como cantora e onde teve a oportunidade de aprender a tocar diversos instrumentos percussivos. Sua mãe é apaixonada por sanfona e adquiriu esse instrumento e Cíntia, novamente sozinha, decidiu aprender a tocar. Apaixonada por sertanejo, ela sempre priorizou em seu repertório muitas modas caipiras e assim nasceu a vontade de aprender a tocar a viola caipira. A Cíntia também cursou Ciências Contábeis, mas trancou o curso para se dedicar integralmente à carreira de cantora, sua maior paixão. É uma pessoa muito alegre, comunicativa e querida por todos! Brinco com ela que ela devia se candidatar a vereadora, porque aonde vou em BH em sua companhia, ela sempre conhece alguém.

.

O fato de seu nome ser citado em segundo lugar na nova dupla (Cíntia & Bruna), ao contrário do que acontecia na Dupla Bruna & Keyla, significa que você fará s segunda voz, ou isso é mera casualidade?

R: Se colocássemos Bruna e Cíntia, poderia parecer uma continuação da dupla Bruna e Keyla. E isso seria um grande engano, porque Cíntia e Bruna é um novo projeto, vai ter uma nova “cara”. A Cíntia é muito sertaneja, sempre tocou e defendeu esse estilo musical. E Cíntia e Bruna é uma nova história. Mas continuaremos apostando na ausência de uma segunda e primeira vozes definidas, como acontecia na B& K, continuaremos ambas fazendo as duas vozes.

.

A nova Dupla Cíntia & Bruna vai fundamentar seu repertório no Sertanejo Universitário ou pretende diversificar seu elenco de apresentações?

R: Vamos tocar os sucessos do momento que acreditamos terem qualidade, mas pretendemos trazer algumas surpresas para o show. E se serão surpresas, não posso contar aqui! Vou ficar te devendo essa Lino! Rs!

.

Além de gravar CD e DVD, que faz parte da carreira de qualquer artista dos meios musicais, a nova Dupla Cíntia e Bruna pretende se inscrever em algum concurso de televisão, como o “Mulheres que Brilha” e o ‘”The Voice Brasil”?

R: Nesse momento não! Queremos maturar o projeto, fazer muitos shows e aí quem sabe depois de tudo “bem redondo” e se acharmos interessante no momento, podemos pensar nisso. Mas com certeza agora esse não é nosso foco.

.

Você é uma guerreira dos Palcos, tendo provado isso desde o início da carreira solo no programa “Quem sabe canta quem não sabe dança”, em 2004, na Record. A palavra recomeçar, que soa como um novo desafio, retempera suas energias para ir à luta com coragem e determinação?

R. Não tenho medo de recomeçar, porque não me falta garra e sei bem aonde estou pisando. Esse terreno já planto nele há 23 anos. Meu pai certa vez me disse que a única certeza que temos na vida é a mudança. E ele está certo, todos os dias as coisas mudam, nosso foco muda, nossas opiniões, relacionamentos e etc. O final da B&K foi mais uma mudança na minha vida, e olha, como sou grata a B&K. Porque há muitos anos uma dupla feminina não aprecia na TV, tocava músicas nas rádios, e ainda fomos indicadas ao Grammy Latino. Foram muitas vitórias e dali vimos outras duplas femininas terem a oportunidade de aparecerem novamente. Porque existem muitas meninas talentosas, muitas duplas femininas boas e B&K mesmo que singelamente trouxe o foco nas duplas femininas novamente. E esse orgulho eu tenho no coração!

.

O que seus fãs e os da Cíntia podem esperar dessa nova parceira, em termos de padrão artístico e novidades no palco das cações?

R: Podem esperar muita verdade, alegria e um repertório escolhido a “dedo”. Porque queremos alegrar sem perder a qualidade, queremos surpreender e inovar sem esquecer do sertanejo de raiz. Aguardem porque muita coisa boa vem aí.

.

Como você definira essa mudança de rumo, levando em conta o fim de uma jornada vitoriosa e o início de outra que se propõe a continuar na trilha da vitória?

R: Lino, pode parecer clichê, mas sempre penso que o amanhã a Deus pertence. O que me comprometo é a fazer a minha parte, compondo músicas, cantando cada vez melhor, me aprimorando na escrita e nos palcos. Não me falta disposição e tenho uma parceira que também, além de compor músicas lindas, ama música como eu e tem muita garra. Se essa parceria vai ser para sempre? Não sei, mas sei que hoje estamos muito felizes e otimistas e que o principal continua em nossas vidas mesmo que agora em dupla, a música. É ela quem manda em tudo, é ela quem dita nosso caminho e é por ela que estamos aqui. Com fé, Deus e muita música, chegaremos lá! Beijos para você e a todos os queridos fãs que acreditam em mim e na Cíntia e Bruna.

Bruna Braga 4

.

Clique aqui para ver a página no Facebook de Cíntia e Bruna

Bruna Braga 5

 

Clique aqui para ver a página no Facebook Bruna Braga

Bruna Braga 6

 

Clique aqui para ver a página no Facebook Cíntia Fonseca

Bruna Braga 7

 

Clique aqui para ver a página da Dupla Cíntia e Bruna em Entrevista na Rede Minas

 

Lino Tavares

Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.