Ao Messias do “Planeta Música”

Lino Tavares

.

É “acaciano” dizer que a morte deve ser encarada como um ônus natural desse milagre chamado vida. Mesmo assim, vive-se neste Planeta com a sensação do “ser eterno”, o que torna inevitável lamentar a perda de pessoas que nos são próximas pelos laços familiares, por simples amizade ou pelo que representam de bom e útil, em função daquilo que fazem no plano coletivo. José Messias, um dos comunicadores mais completos que o Brasil conheceu, despediu-se da vida terrena, nesta sexta-feira, 12 de junho de 2015, deixando milhões de brasileiros órfãos de um mestre extraordinário dos meios musicais, em cuja trajetória contribuiu para o enriquecimento da MPB , lançando e ajudando a lançar no mercado fonográfico fabulosos artistas que aplaudimos na exuberância do sucesso absoluto. Apenas para citar um exemplo, dentre os muitos que poderiam ser citados, vale lembrar que Clara Nunes – a incrível sambista mineira de Iemanjá – teve sua carreira alavancada pela mão servidora de José Messias, quando dividia com Chacrinha, no Rio de Janeiro, a audiência televisiva da “Cidade Maravilhosa”.

Ao Messias do "Planeta Música"
Seria incompleto dizer que a ausência eterna de Messias desfalca apenas o Júri de TV onde ultimamente vinha atuando, no qual figurava como a principal cabeça pensante, transmitindo afeto e segurança aos jovens calouros, com sua forma cavalheiresca de comentar as apresentações de palco.  O eclético e talentoso profissional multimídia que foi morar no outro plano trazia na verve de comunicador os predicados irreparáveis do cantor, compositor, escritor, jurado e apresentador de rádio e televisão, que coexistiam no cotidiano artístico de José Messias.  Sua partida consterna com certeza milhões de brasileiros, notadamente entre jovens artistas que despontaram para o sucesso, na Record, na Band e no SBT, cantando no Programa Raul Gil.
No parágrafo final deste texto, associo a esse tributo prestado ao Mestre Messias, na derradeira despedida,  nomes de jovens talentos que representam suas safras mais recentes, de tudo quanto plantou como produtor e jurado de nosso cenário musical, tais como os ex-calouros do Programa Raul Gil Robinson Monteiro, Rinaldo e Liriel, Érica Rodrigues, Thayná e Thanara, kelly Moore, Tiane Tambara, Amanda Neves, além das extraordinárias cantoras do Quadro Mulheres que Brilham Feh Simionto, Thalita Bardini, Nicole Rosemberg, Ludy Rocha, Hannah Quaresma, Angélica Kerr, Deah Riccio, Natasha Nappo, Jessie Vic e as grandes vencedoras,  contratadas pela Sony Music,   Bruna & Keyla, Hellen Caroline e Mayara Prado. Nessa plêiade, cuja maioria dos astros tive o prazer de entrevistar, monta-se o grande coral simbólico que se despede do ilustre homenageado, invocando em sua versão original o clássico “Amigos para Sempre” (clique aqui).

Lino Tavares

Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor

Deixe um comentário