O direito dos mais jovens à verdade

Lino Tavares

..
    Os mais jovens que não viveram no tempo do Governo de exceção (necessário à época por causa das investidas comunistas no país), que as bestas da esquerda chamam de “ditadura”, precisam saber (e têm o direito de saber) que, a par da honestidade e da visão de progresso daquele áureo período republicano, havia um zelo muito grande com o dinheiro público, com cortes profundos nos gastos inerentes à máquina estatal. Para dar exemplo de austeridade nos gastos com pessoal, os generais presidentes cortavam na própria carne, mantendo os níveis salariais da classe militar a que pertenciam bem abaixo dos relativos aos dos demais poderes da República. Esse zelo com o dinheiro do povo, entretanto, nem sempre servia de exemplo aos outros poderes, que mantinham salários de marajá em seus diversos quadros, chegando ao ponto de um ascensorista do Congresso receber, para “pilotar” o elevador, um salário mais alto do que o de um tenente da Aeronáutica para pilotar um avião-caça.
.
.
    Vivemos hoje na” sacrossanta democracia”, alcançada a partir de 1985 graças à rejeição de antigos apoiadores do governo ao corrupto Paulo Maluf, que se lançara candidato no Colégio eleitoral através de uma manobra suja. E o que mais se vê, nesse porre de liberdade que chega à raias da libertinagem, além da corrupção galopante e impune,  são as camadas mais altas do poder aumentando seus elevados salários,  num verdadeiro acinte aos funcionários  dos escalões mais baixos e trabalhadores do setor privado, como está acontecendo agora com os togados por apadrinhamento do STF (juízes não concursados), que simplesmente ignoram, com essa majoração salarial em causa própria,  a caótica situação financeira do país, responsável pela situação de penúria vivida pela população de baixa renda, que precisa fazer mágica para sobreviver com os salários miseráveis que recebe, sob um clima de total desassistência e insegurança generalizada.
Lino Tavares

Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor

Deixe um comentário