Arquivos de Autor: Ivani de Araujo Medina

Filosofia Reversa

Filosofia Reversa

A filosofia é a busca do conhecimento, quando uma filosofia se coloca em posição oposta à sua proposição original, torna-se uma filosofia reversa

A fé que não interessa

Quando em um grupo de hominídeos um deles comeu determinada frutinha e morreu, os demais aprenderam com o infortúnio. Ninguém mais comeu da danada, mas poucos teriam se perguntado: Por que isso mata? Sempre tem uma minoria que acaba mudando a história.

O que fazer agora?

A questão se refere à embrulhada que o cristianismo se meteu no passado ao trazer o personagem Jesus Cristo do tempo mítico para o tempo histórico

Natal – Mais um Aniversário da Cultura Mentirosa

Está aí o Natal. Mais um aniversário do maior embuste da história.

A antiga decência cristã

No momento em que surgem no Brasil as PECs de origem religiosa que só se criam na lama, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 99/2011) que aumenta o poder das igrejas, se faz necessário lembrar que ainda sobrevive um pouquinho da antiga e desconhecida decência cristã, em meio a tanta desilusão provocada pela esperteza humana no ambiente beato.

Fim da linha para a ortodoxia cristã

Este título pode parecer um exagero porque desconheço a data, mas vou explicar por que não é: a renúncia do papa Bento XVI tem alimentado a imprensa com este fato incomum. No entanto, sempre existiu uma grande distância entre notícia e verdade.

Estranhos no ninho?

Você acredita que o Homem desconheça a própria origem depois de tantos conhecimentos que acumulou e continua a acumular? Não me refiro ao surgimento da vida, da inteligência etc., mas ao exclusivo surgimento da nossa própria espécie. Eu não. Evidentemente a manutenção desse mistério tem lá seus interessados e o principal deles é a própria organização humana.

Mais um Capítulo de uma História mal Contada

As críticas aos evangelhos estão mais centradas na análise das mensagens humanitárias, na identificação das suas prováveis origens mitológicas, na teologia, na falsidade histórica etc. Porque será que se desviaram da análise de um aspecto tão elucidativo do enredo, isto é, o povo que serviu de base para essa versão e a sua verdadeira participação nessa estória?

Da Bíblia ao Alcorão

Há uma novidade na praça: pastores evangélicos se convertendo ao islamismo. Visite o site Porque Deixei o Cristianismo clicando aqui. Segundo um deles afirmou, na verdade, estão se revertendo porque “todo mundo já nasce islâmico”. Ai, ai, ai… Como se não bastasse o que nos vem acontecendo. Tadinho do nosso Brasil. Isto não é preconceito, é conceito mesmo do que vem a ser religião monoteísta e seu rastro pela história.

Excrentes e Escroques

Excrentes e escroques

A debandada das pululantes igrejas ou denominações religiosas ainda não ganhou o destaque que merece. Também não há interesse em divulgar essas notícias quando as demonstrações organizadas de fé dão muito mais lucro promovendo produtos destinados a esse nicho de mercado.

Carta a um Maçom

Carta a um maçom

Esta carta foi originalmente escrita no dia 9 de julho de 1963 e.v., endereçada a
um maçom osiriano, médico, o Dr. Luiz Gastão da Costa e Souza, clinicando em
Petrópolis, RJ. Foi-nos posteriormente dito, por outro maçom osiriano e
ex-aspirante, Euclydes Lacerda de Almeida, que o Dr. Gastão cuidadosamente
guardou a carta, mas se absteve por completo de mostrá-la a outros maçons.

E Agora, Jesus?

E Agora, Jesus?

“Hoje, praticamente, não há historiador que negue a existência do Jesus histórico” Quanta cara-de-pau. Sempre houve pesquisadores a negar, não só o Jesus histórico como a existência do cristianismo na Palestina no século I, com todos os seus personagens, aventuras e desventuras. Uma bela invenção grega. O que dizer de uma história que a própria história não confirma e cuja confirmação ficou a cargo de historiadores que compartilhavam dessa fé que sempre viveu da propaganda?

Por que ensinar mentiras?

Por que ensinar mentiras?

Há muito reclamo a elucidação da origem histórica do cristianismo, cuja versão falsa relatada no Novo Testamento, serviu de base histórica também para o marxismo. Essa mentira continua sendo ensinada desavergonhadamente em nossas escolas e universidades com o apoio nada ingênuo do meio acadêmico. É um péssimo exemplo que está na base da nossa cultura ocidental. Então, como exigir melhores resultados das nossas sociedades quando o mau exemplo vem de cima, do alto de uma crença que não concilia a verdade mundana com a suposta verdade divina? Ora, todas as nossas leis e costumes estão baseados nela.

No Princípio

Manuscrito do Mar Morto

No princípio era o verbo. Depois vieram as frases feitas e muita conversa fiada. Minha curiosidade pela origem da nossa cultura tem sido uma viagem por caminhos que eu nunca havia sonhado. O respeito que desenvolvemos pelos nossos mestres e figuras sábias das nossas sociedades acabou nos deixando perdidos de nós mesmo para que nos amoldássemos às expectativas alheias. Fazer o caminho de volta implica, sobretudo, em conhecê-lo, identificá-lo sem vacilação e indicá-lo aos demais. Também este é o papel da história, pois foi falsamente alegando apoio nela que nos turvaram os sentidos, e a maioria das pessoas se encontra impossibilitada dessa percepção. Por conta disso, fiquei admirado com uma declaração da conhecida historiadora cristã Elaine Pagels a respeito da repercussão em si própria dos seus estudos dos primórdios do cristianismo

A Minha vai ser: Igreja Mundial dos Bebedores dos Sete dias

O primeiro milagre do Heliocentrismo. Eu, Claudio Angelo, editor de Ciência da Folha, e Rafael Garcia, repórter do jornal, decidimos abrir uma igreja

Constantino e o cristianismo

Constantino e o cristianismo

Sendo assim, considerando a má reputação de Constantino, como puderam os homens santos da igreja aceitar os préstimos daquela associação suspeita, com quem estava nem aí para o que eles pregavam?

Patinete de Rolimã

Patinete de Rolimã

Os melhores brinquedos e brincadeiras que vêm a lembança eram os inventados por nós, crianças. Quando não, tomávamos emprestado da memória das crianças de outrora, que havia em todas as casas. Nada contra o desenvolvimento da indústria de brinquedos, pelo contrário, novidades sempre foram bem-vindas.

A Descoberta

A Descoberta

Foi desse modo que prossegui meus estudos fora do aprendizado formal. O meu objetivo era desvendar o mistério que envolvia a origem histórica do cristianismo. A nítida sensação de ser enganado com todo mundo não é nada boa, e, por si só, já se torna um bom motivo para procurar saber o que se passa.

A Origem não Revelada do Cristianismo

A Origem não Revelada do Cristianismo

A mentira é uma anomalia para a psique humana, tanto que possibilitou a invenção do polígrafo, o popular detector de mentiras. A luta interior não permite a perfeição no ato de se enganar com totalidade. Todavia, quando imposta da maneira que foi, aliada ao sistema sensível humano, acaba virando “verdade” por estar interligada à realidade íntima do crente.

O Ensino e a História

Um simples e corriqueiro acidente de trânsito é capaz de gerar diversas versões sobre um fato que levou apenas uns poucos segundos. É próprio da natureza humana e perfeitamente justificável que isso aconteça.

A Desexistência

Fosse possível desexistir Elsa não estaria mais aqui. Algo muito diferente de suicídio, morrer daquele modo perturbador impregnado de responsabilidade sobre os que ficariam. A desexistência não dói nem deixa vestígios. Ao atuar no presente, apaga todo o passado, as dores próprias e as de muita gente. Sua mãe não a teria parido, o marido não a teria conhecido, seus filhos não teriam existido. Sem recordações, sem tristezas e dores. Uma solução limpa. Consolo de peitoril de janela enquanto a vida passava lá embaixo.

A Mentira Por um Fio

A Mentira Por um Fio

Ivani Medina . Numa das chamadas veiculadas pela NatGeo (05/04/2012), a concessionária convidou o público para assistir um programa  no qual os evangelhos serão examinados linha por linha na busca de evidencias históricas e arqueológicas sobre a existência de Jesus. Tivessem os evangelhos como esclarecer algo a esse respeito, o assunto estaria encerrado há muito [leia mais…]

A Omelete e os Ovos

A Omelete e os Ovos

Ivani Medina . Quando se diz “crença cristã” ninguém se ofende. No entanto, toda crença religiosa é uma invenção. Na Antiguidade os deuses pertenciam ao tempo mítico, um tempo sem precedência onde tudo era possível. Ninguém se perguntava nem quando, nem onde e nem por quê? Era somente a narrativa de uma historieta simbólica que [leia mais…]

O Mal Travestido de Bem

Papai do Céu nas Escolas

Ivani Araujo Medina . Um vereador evangélico de Ilhéus, Bahia, Alzimário Belmonte (PP-BA), é o autor da lei que recomenda aos alunos das escolas municipais a rezarem o “Pai Nosso” todos os dias antes das aulas. O deputado federal Pr. Marco Feliciano (PSC-SP) apresentou o projeto Papai do Céu nas Escolas. http://noticias.gospelprime.com.br/marco-feliciano-apresenta-programa-nacional-papai-do-ceu-na-escola/#ixzz1nuIMWEPm No tempo em [leia mais…]

A Porta Aberta

A porta aberta

Ivani de Araujo Medina . Tendo em vista o que já aconteceu ou o que a perspectiva histórica de determinados fatos nos oferece, pouco importando se declaradamente política ou religiosa, pode-se concluir que a manipulação das carências humanas quase sempre dá certo porque o manipulado ajuda muito, seu espírito de colaboração é notável. Ele só [leia mais…]

Hitler Tinha Lá Sua Razão

 Ivani de Araujo Medina Para o grande público, só mesmo grandes mentiras. Mentiras que façam justiça ao seu próprio tamanho, porque mentiras pequenas não lhe são de gosto. Muito antes de Platão ter chegado a esta conclusão no artifício de governar, isto não era novidade.“Me engana que eu gosto” é uma grande e antiqüíssima verdade [leia mais…]

Fugindo do Passado

Ivani de Araujo Medina   Será que o Homem precisa ser enganado para reagir positivamente? Muita gente ainda acha que sim e apóia a manipulação das carências geradas pelo tanto que o Homem desconhece de si mesmo. Os lucros são nada desprezíveis. Entretanto, o Ocidente ? sempre a testa das grandes transformações ? parece que [leia mais…]