O Preço da Educação
O Preço da Educação

João Antonio Pagliosa

O engenheiro californiano, Kosta Grammatis, vem liderando campanha para lançamento de um super satélite, cujo objetivo é prover internet gratuita para pessoas de algumas áreas consideradas as mais pobres do globo, especialmente regiões carentes da África e da Oceania.

Esta ação beneficiará cerca de 250 milhões de indivíduos (que deverão receber modem específico para acesso a web), e o Sr. Grammatis, disse: “Fornecer internet gratuita é dar as pessoas o poder de resolver os seus próprios problemas. A oferta de informação não pode ter custo.”

Ao refletir sobre as palavras deste cidadão norte-americano, enfatizando sobre a premente necessidade de prover informação sem nenhum custo a quem precisa, penso nos milhões de brasileiros analfabetos e semi-analfabetos, que sobrevivem penosamente, pela falta de entendimento do minimamente básico para conseguir viver com dignidade.

Vivemos um mundo globalizado, um mundo com tecnologia em rápida e constante evolução, e percebemos que a maioria das pessoas perdeu parte da capacidade de raciocínio e aceita com absoluta passividade as informações que a mídia oferece. Isto é trágico!

Um fato, para ilustrar esta reflexão, envolveu as provas de ENEM e penalizou alguns milhares de estudantes, prejudicados por absoluta displicência dos organizadores. Um fiasco!

O lançamento do livro “Por uma vida melhor”, autorizado pelo MEC, onde se ensina que o errado pode ser certo, é de estarrecer qualquer ser pensante, e até onde sei os 435 mil livros desta aberração gramatical foram distribuídos as escolas públicas e ainda não recolhidos. É uma insanidade total!Não é porque Lulla fala errado que os brasileiros devem falar errado, bolas!

Um ministro de Estado que permite tal ação, deveria ter a decência de pedir demissão. Ele está lá para educar e não para fazer o contrário!E o Sr. Haddad, é a indicação de Lulla para o governo do Estado de São Paulo. Não é a toa que patina nos 3% de intenção de voto.Misericórdia, Luiz Inácio!

Sequer as autarquias, sequer as instituições (salvo raras exceções), responsáveis por serviços públicos, responsáveis por disseminar o conhecimento e o saber, conseguem demonstrar competência no exercício de suas tarefas.É estarrecedor!

E isto me faz recordar o senador Cristovam Buarque, um político audaz e que defende a educação com unhas e dentes e que naturalmente encontra resistências homéricas nesta sua missão.

A maioria de nossos homens públicos quer manter o povo na ignorância, pois para eles é muito perigoso o eleitor pensar, discernir, separar joio de trigo.

Estes políticos estão longe do ideal de servir o cidadão que os elegeu e a pátria que os acolhe. Estão é extremamente preocupados em continuar mamando nas tetas da viúva, preocupados em instituir sigilos onde TUDO que envolve dinheiro público precisa ser transparente e cristalino.

Sigilo em obras públicas? Que historia é esta? Que res pública é esta?

Então recordo nosso Águia de Haia, este orgulho de todo brasileiro, ao observar todos os dias a pilantragem, a hipocrisia, a safadeza e o mau caratismo, levando vantagem sobre a ética a decência e a honestidade. E o espectador vê atônito o homem mau, insensato, mas com poder, permanecer impune. Para ele a lei não se aplica. E isto hoje, é mais intenso que nunca.  A pilantrocracia se sobrepõe à meritocracia!A cleptocracia está matando nossa democracia!

De Lulla a Dilma Roussef, quanta incompetência e quanta incoerência!

Sequer falar, sabem! E estão no comando de um país que é a sexta ou sétima economia do planeta. MISERICÓRDIA!

Então, prezada presidente Dilma, de tantas contradições entre o palavreado e o vivenciado nestes dezessete primeiros meses de governo, está na hora de honrar as palavras de seu discurso de posse. Palavras o vento leva. Ação prática é que dá crédito a promessa de auxiliar quem de fato precisa. Certamente será necessário prender alguns, demitir muitos outros, invocar socorro àqueles que podem socorrer, enfim, colocar ordem na casa.

O nosso primeiro trimestre mostrou crescimento no PIB de apenas 0,2% e o ministro Mantega reafirma que o PIB brasileiro crescerá 4,5% neste 2012.Alguém pode me explicar como este homem continua ministro?

BRICS não existe mais. Agora a sigla dos emergentes é RICS!

Voltando a educação. cada brasileiro, qualquer um, paga um alto preço pelo caos educacional de nosso país. E o preço da educação é simplesmente e apenas o desenvolvimento, a riqueza e a satisfação de um povo.

Para ilustrar, cito apenas o exemplo fantástico da Coréia do Sul e aproveito para recomendar ao leitor, leia mais, informe-se mais, estude mais, esforce-se mais, persevere, tenha calma e prospere. Seu amanhã será glorioso! Muito mais cheio de esperança! E, creia em DEUS! Somos apenas pó sem Ele.

Com carinho.

João Antonio Pagliosa

.

.

Clique aqui e leia mais artigos de João Antonio Pagliosa

.

João Antonio Pagliosa é joaçabense e reside em Curitiba. Agrônomo pela UFRRJ em 1972, é especialista em Nutrição Animal com mais de 35 anos nesta atividade. É palestrante e escritor com artigos publicados em muitas revistas e jornais do país, é idealizador e administrador do blog Amor Em Profusão e é um pregador da palavra de DEUS.

.

.

Para você configurar seu avatar com sua foto, para que esta fique visível nos comentários, siga os três passos:

1. Vá até www.gravatar.com, clique em SIGN UP.

2. Adicione o e-mail que você utiliza em seus comentários aqui.

3. Complete o cadastro.

.

.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.