Solo ou em Dupla, Ela é Brilho e Emoção - Gibanet.com

Lino Tavares

.

    Nossa entrevistada desta edição responde a uma pergunta,  dizendo que uma das músicas que mais marcaram em sua carreira é “Duas Metades”, que cantou em dupla durante a vitoriosa participação no  Quadro Mulheres que Brilham, do Programa Raul Gil, no ano passado. Em consonância com o título da música, ela é parte de  “duas metades” que compõem a famosa Dupla a que se refere. Reportamo-nos sobre a cantora Keyla Vilaça, integrante da Dupla Bruna & Keyla, ora fazendo sucesso nos palcos e nas emissoras de rádio e televisão de todo o país, depois de haver gravado seu primeiro CD e um Clipe como contratada da  gravadora Sony Music.

.KEYKA-1-(1)

 

A Mineira Keyla Vilaça

.

    Keyla Vilaça nasceu em Belo Horizonte, cidade onde cresceu, estudou e moldou sua personalidade arraigada aos princípios familiares, culturais e religiosos característicos da mulher tipicamente mineira, algo de que muito se orgulha, declarando amor à sua terra, à sua gente e a tudo que a identifica  nas artes, no esporte, na política e até mesmo na culinária, com suas iguarias de “dar água na boca”

KEYKA-2

O Despertar da Vocação

 .

    Correndo-lhe nas veias a verve tão própria do músico vocacionado,  começou na tenra infância a se interessar pela arte musical. Aos quatro anos já exteriorizava suas qualidades de cantora, incentivada pelo pai, que lhe acompanhava nessa forma de manifestação artística, respaldando-lhe os primeiros passos com o bom gosto e os conhecimentos que possui em relação a essa arte. Fruto dessa sadia convivência domiciliar, sentiu-se estimulada, com apenas sete anos, a  se apresentar cantando em uma igreja próxima de casa. Além de cantar, a menina Keyla revelava seu dom de instrumentista, algo  que lhe permitiu, aos treze anos, tocar gaita e violão, tendo este último se tornado sua grande paixão instrumental, um companheiro inseparável que lhe acompanha até hoje nos lugares onde se apresenta, ilustrando com exuberância, na fotografia e no vídeo, sua extraordinária performance de palco.

KEYLA-3

Os  Primeiros Passos na Carreira

.

      Na adolescência, já segura de si e muito consciente sobre aquilo que queria e podia, Keyla Vilaça dá impulso à sua escalada profissional, apresentando-se em bares,  tocando MPB e participando de bandas de baile, adquirindo assim novas experiências que a tornaram eclética, cantando em diversos ritmos. Em 2007, destacou-se como uma das grandes promessas da nova geração de cantores, participando do programa Ídolos, no SBT, no qual brilhou e se tornou finalista, sempre elogiada e avaliada de forma expressiva pelos jurados, que ressaltavam com entusiasmo sua qualidade vocal e sua excelente postura de palco.

KEYLA-4

A  Arrancada para o Sucesso

.

Após essa exitosa passagem pela televisão, deu sequência à carreira, brilhando nos palcos da capital mineira e adjacências, até unir seu talento ao da também talentosa cantora de Belo Horizonte, Bruna Braga, constituindo com a nova parceira a simbiose perfeita de duas artistas que, a par de grandes amigas,  se completam no palco, dando consistência  a essa dupla fabulosa, ‘ungida’ em show memorável, na TV de Aparecida, pelo ‘sacro batismo sertanejo’ das irmãs Meire e Marilene, dupla gloriosa de nossa música de raiz, popularmente conhecida como “As Galvão”.

 KEYLA-10

Keyla Vilaça Responde

Quando foi que você sentiu que tinha vocação para ser cantora ?
R: A música faz parte da minha vida desde sempre. Tive a sorte de ter sido criada num ambiente onde meus pais sempre escutaram boas músicas, e nossa família sempre se reuniu em volta do meu pai, que canta e toca violão maravilhosamente bem e de forma autodidata. Isso naturalmente aguçou meu ouvido e minha vontade de “imitar o papai”. Sempre afinadinha e com ouvido bom, já aos 4 anos cantava acompanhando-o.
.
Qual era o gênero musical de sua preferência, quando começou a cantar ?
R: Tive o privilégio de nascer numa época extremamente rica do ponto de vista musical (final da década de 80 início de 90) e sempre ouvi muita rádio Am e Fm . Ouvia MPB, artistas como Roupa Nova, Gilberto Gil, Djavan, e o sertanejo também estava em plena ascensão com os grandes artistas do gênero Chitaozinho e Xororó, Zezé di Camargo e Luciano, Leandro e Leonardo, João Paulo e Daniel. Inclusive a primeira música que aprendi a tocar na minha gaitinha (toda criança adora uma gaita, rsrs) foi “Evidências” do CH&X.
.
Você considera que não ter seguido na carreira solo, passando a formar dupla com a Bruna, foi um lance de sorte na sua vida ?
R: Foi um encontro de Deus, assim considero, pois não é fácil encontrar alguém tão talentoso como a Bruna Braga. Sou, acima de tudo,  uma grande admiradora dela e de seu trabalho, e a nossa sinergia foi imediata. Hoje convivemos como irmãs, dividimos tudo, sonho, carreira, planos, palcos e só existe uma explicação. Planos de Deus!
.
Dentre todas as músicas que já cantou, solo e em dupla, qual a que mais marcou sua carreira ?
R: Que missão difícil essa hein?! Várias canções foram especiais em vários momentos. Solo poderia ressaltar” Evidências”;  uma importante como dupla foi a canção “Duas Metades” que apresentamos no Concurso.
.
Mesmo depois de ter conquistado um espaço no cenário musical brasileiro, você ainda sente algum nervosismo ao pisar no palco ?
R: Eu digo sempre que o dia que o meu “friozinho na barriga” acabar eu posso parar de cantar! (Risos). Música é emoção, e eu sinto isso à flor da pele quando estou no palco e é natural o coração acelerar ao pisar no palco quando estou prestes a fazer o que mais amo. Que assim seja sempre!
.
Que avaliação você faz do nível das músicas produzidas hoje no Brasil. As considera ótimas, boas, razoáveis ou ruins ?
R: Existem dois tipos de música, a que eu gosto e a que eu não gosto. O Brasil é riquíssimo tanto culturalmente quanto musicalmente, e é natural que nos identifiquemos mais com algum gênero específico (ou até mais de um, por que não?!). Eu, por exemplo, gosto de ouvir tipos diversos de música e acho que cada um tem o seu momento. Boa ou ruim? Depende da fonte onde for buscá- la e não me cabe fazer este julgamento. Gosto é gosto e não se discute. Digo isso de forma natural e branda, (nao tô brava não, viu gente?!) apenas ressaltando que somos seres humanos, cada um com suas preferências.
.
Como ex-caloura, você acha que a seleção nos programas de calouros obedece a critérios totalmente justos ?
R: Justos dentro daquilo que se busca. Hoje nos programas as pessoas procuram mais do que uma grande voz, procuram por artistas completos, e que tenha uma fatia de mercado a se trabalhar. Todo talento precisa ser moldado e devidamente direcionado para chegar ao grande público.
.
Você se sentiu injustiçada, alguma vez, participando de programa de calouros ? 
R: De maneira nenhuma, todas as experiências pelas quais passei foram extremamente válidas e me fizeram crescer como artista. Lógico que a vontade de vencer também nos motiva quando estamos em uma competição, embora logo ali na frente entendamos que talvez “não seja a hora”, visto que é importante “estar preparado” para receber aquilo que nos aguarda.

.

Um conselho?

Sonhe!
.
Acha possível a um cantor novato alcançar o sucesso sem pagar jabá nos principais programas de rádio e televisão ?
R: Com certeza, senão eu mesma não estaria aqui hoje. Tudo o que foi conquistado veio através de muito esforço, anos árduos de trabalho e muita determinação.
.
Você disse no Programa do Ronnie Von, na TV Gazeta , que passa mais tempo com a Bruna do que com sua irmã de sangue. Considera a Bruna uma irmãzinha de alma ?
R: Sem dúvidas, temos uma cumplicidade muito bacana. Amo demais minha irmã de sangue Kelly, e não passamos mais tempo juntas pela correria normal do dia a dia, mas sempre que posso estou com ela.
.
Essa participação intensa da Dupla Bruna & Keyla, nos principais programas de televisão, nos primeiros meses de lançamento do CD e Clipe gravados na Sony Music, superou as expectativas ou já era esperado? 
R: Com certeza superou as expectativas, a Sony Music e parceiros tem tratado Bruna e Keyla com muito carinho e cuidado. Nesse tempo já gravamos o videoclipe do primeiro single “Vem Me Completar”, tivemos o privilégio de ter nosso disco produzido por dois grandes produtores, Dudu Borges e Laércio da Costa e estamos colhendo os frutos deste trabalho agora. Cada dia conhecendo mais um cantinho do Brasil e ganhando um pedacinho no coração das pessoas que se identificam com nosso trabalho. Esse é nosso maior objetivo.
.
Considera satisfatório o apoio dispensado pelo Ministério da Cultura à arte musical brasileira ?

R: Acho um trabalho indispensável porém ainda insatisfatório, temos muito mais talentos que oportunidades no nosso país.

.

Você acredita que possa haver mudanças para melhor, em função dos protestos de rua que estão voltando à moda no Brasil ? 
R: Acredito, pois nós somos a mudança que o Brasil precisa. Temos que demonstrar isso agora nas urnas.

 KEYLA-3

“Bate Bola” com Keyla Vilaça*

.
 ..
Uma grata recordação ?  Eu ainda criança cantando com meu pai.
.

Um agradecimento especial ? A Deus, pelo privilégio de despertar todos os dias.
.
O momento mais importante de sua vida?  O meu nascimento (não sou narcisista não,  viu, gente…rs. Em outro momento explico o porquê)
.
A coisa mais desagradável que já lhe aconteceu ?  Posso contar mesmo? Ta bom! Já fiz um show cantando no banheiro! kkkkk. Tive um problema urinário fortíssimo ao começar o show, só me restava correr pro toalete e fazer o show de lá mesmo. A Bruna ainda me perguntava do microfone: “Ta tudo bem aí parceira? ” kkkk  Levei o microfone pra lá e assim foi, afinal o show não pode parar! (Não acredito que contei..rsrs)
 .
Um sonho realizado ?  Ser cantora, esse sempre foi o meu maior sonho.
 .
Um sonho não realizado ?  Ser mãe.
.
Uma decepção ?  O sistema legislativo e e judiciário brasileiro
.
Uma grata surpresa ?  Vencer o concurso “Mulheres que Brilham” ao lado da minha parceira.
.
Uma superstição ?  Entrar no palco sempre de mãos dadas com a Bruna.
.
Cor preferida ?  Lilás
.
Número de sorte ?  8
.
Prato preferido ?  Gosto de comida simples caseira. Arroz, feijão, angu, verdura e um ovinho. (Muito mineira a pessoa, né? rs)
.
Principal Hobby ?  Tocar violão, vivo abraçada a ele! Kkk
.
Time do coração ?  Cruzeiro Esporte Clube
.
Cantor e cantora de todos os tempos: 
.
Nacional ?   Jorge Vercillo/Xororó (amo os dois), Elis Regina
 .
Internacional ?  Andrea Boccelli, Whitney Houston
.
Personalidades nacionais de todas as épocas ?  Herbert José de Souza ( Betinho) e Zilda Arns(Fundadora da Pastoral da Criança)
.
Projetos na carreira ?  Trabalhar sempre ! Próximo passo: gravar um DVD

 KEYLA8

 Considerações finais:

.

* Agradeço imensamente ao carinho das pessoas que acompanham o trabalho de Bruna e Keyla e que nos enchem de tanto amor e carinho por onde passamos. Uns estão mais perto, outros mais longe, mas todos dentro do meu coração. Aproveito para agradecer ao jornalista Lino Tavares pelo espaço, pelo respeito e o tempo dedicado a nós. Todos vocês são muito importantes nessa caminhada! Amor, saúde e paz! Att: Keyla Vilaça

KEYKA-1-(1)

Na sequência, vídeos de Keyla Vilaça cantando solo e como integrante da Dupla Bruna & Keya, bem como o link de acesso ao Site do Duo Feminino de maior sucesso, no momento, brilhando em programas de TV como “Raul Gil”, “Aparecida”, “Ratinho”, “Todo Seu”,  “Ritmo Brasil”, “Sábado Total”, “Super Pop” e “Mega Senha”.
.
Big Gerls don’t Cry !


.

Tim Maia + Olhos Coloridos (Sarará Crioulo):

.
Paciência (Lenine)

.
Vem me completar (Bruna & Keyla):

.
Duas Metade (Bruna & Keyla):

.
Clique aqui para conhecer o Site oficial da Dupla Bruna & Kyla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.