Workshop do Cinema na Serra Gaúcha - Gibanet.com

Lino Tavares

.

Inscrições Abertas até Terça-feira

.
     Realiza-se, dias 19 e 20 deste mês, na Serra Gaúcha, o workshop “cinema Indie: da captura ao upload”, que será ministrado pelos cineastas Dimitre Lucho e Eduardo Rabin em duas etapas, no decorrer do evento denominado Cineserra. O workshop vai discutir o processo de produção independente atual: viabilização, captação, edição, pós-produção, publicação e divulgação. Vagas limitadas. Inscrições gratuitas pelo e-mail cineserra01@gmail.com,   “Cinema Indie: da captura ao upload”, trata-se de uma pós-produção do universo DSLR, com palestras ministradas das 9h às 18h, com intervalo de 60 minutos, na sala F 102, Prédio F da FSG. rua Marechal Floriano, 1094, bairro São Pelegrino.
DIMI--2

 Inscrições

.
         As Inscrições podem ser feitas até o próximo dia15, pelo e-mail: cineserra01@gmail.com, devendo conter as seguintes informações: No campo “assunto”: INSCRIÇÃO – WORKSHOP, nome completo, RG, telefone, endereço, e-mail, profissão e local de trabalho. No caso de estudante, deve ser especificado o curso que está frequentando. Deve ser informado ainda o motivo pelo qual houve interesse pelo  workshop.
CINE-SERRA

Biografia

.

   O cineasta Dimitre Lucho, atualmente radicado em São Paulo-SP, é gaúcho,  nascido em  Alegrete, onde teve as primeiras experiências no trabalho  com audiovisual a partir dos 15 anos de idade. Mudou-se para Porto Alegre, na adolescência, cidade em que deu impulso à carreira, trabalhando em oito longas-metragens, dentre os quais  ‘A Festa de Margarette’, de Renato Falcão, vencedor do prêmio FIPRESCI (The International Federation on Film Critics). Estudou cinema na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, onde escreveu, dirigiu e montou o curta-metragem ‘Pela Rua’, vencedor do prêmio JOSÉ LEWGOY de melhor roteiro.  Reside e atua em São Paulo desde 2009, onde trabalhou como coordenador de finalização dos longas-metragens ‘Enquanto a Noite não Chega’, de Beto Souza, e ‘Chico Xaivier’, de Daniel Filho. Trabalhou como roteirista nos documentários de longa-metragem ‘Pra lá do Mundo’, de Roberto Studart e ‘Surfar é Coisa de Rico’, de Guga Sander. Em maio de 2013 dirigiu seu primeiro longa-metragem, um filme de dança em 3D chamado ‘Janaxpacha’, filmado no Salar do Uyuni, Bolívia, atualmente em fase de montagem. Produziu o documentário “Caminhos do Sol”, na Cordilheira dos Andes,  e atuou em produções 3D, com filmagem em um Gre-Nal, no estádio Olímpico, e posterior exibição durante a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.  Foi também coprodutor do documentário “Argos Montenegro & a Instabilidade do Tempo Forte”, um longa produzido pela Artéria Filmes, versando sobre a trajetória do consagrado baterista, que tocou com importantes artistas da música brasileira, como Elis Regina, Carlos Lyra, Sérgio Mendes, Tom Jobim e Antônio Solero. tendo sido endorsee das Baterias Odery e das Baquetas C. Ibañez , onde chegou a possuir uma linha de baquetas com seu nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.