Planeta Espiritual - Gibanet.com

Aécio Cesar

 

Poderemos chamar os planos invisíveis que nos envolvem de planetas espirituais? Com certeza, sim. Pedindo licença ao escritor Carlos Baccelli, endossando este pensamento, vamos raciocinar no que o Espírito Dr. Inácio Ferreira tem a nos dizer, no seu livro “Mundo espiritual é planeta!”, – aliás, excelente obra, ímpar nesse assunto -. Valerá, também para aqueles que admitem mundo espiritual como sendo um mundo envolvido por névoas esvoaçantes. Vejamos: “… o “Plano Espiritual” é um planeta de forma esférica ovalada como a Terra…”. Para muitos, isso que ele nos revela seria ridículo como também assim o foi no caso de Galileu Galilei quando disse que a Terra e não o Sol era o centro do nosso Sistema Solar.

planeta
Voltando aos nossos estudos do livro “Obreiros da Vida Eterna”, lançado no ano de 1946, no seu Cap.1 da série do Espírito André Luiz na psicografia de Chico Xavier, vamos encontrar uma passagem significativa feita pelo espírito Albano Metelo sitiado na colônia espiritual “Templo da Paz”: “Não nos encontramos senão em outro campo de matéria variada, noutros domínios vibratórios do próprio Planeta, em cuja Crosta tivemos experiências quase inumeráveis”. Gosto sempre de citar que “Quem sabe ler pingo não é letra”. Como sabemos dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço na matéria densa a qual nosso planeta se encontra hoje. De fato, concordo. Mas, vou discordar aqui que dois corpos podem ocupar o mesmo espaço, ou seja, um em matéria física e outro encontrado em matéria menos condensada. Reconhecemos bem que não será preciso aprofundar muito para considerar que os planos espirituais existentes pelo Universo são constituídos de matérias variadas. Para muitos desses, matéria condensada quais os planetas que podemos admirar a olho nu, como também outros invisíveis ao nosso olhar, são constituídos de matéria mais rarefeita, porém, não deixando de ser matéria.
Outro ponto a ser comentado aqui é quanto aos domínios vibratórios. Sabemos que em determinados planetas seus domínios vibratórios se diferem um do outro. Vamos lembrar aqui que a mãe de André Luiz teve que materializar seu perispírito para que o filho pudesse vê-la. Isso está narrado no livro “Nosso Lar” do mesmo Espírito. Daí considerarmos que, o mundo ou planeta invisível o qual vivia a mãe de André Luiz se difere, e muito, do mundo ou planeta espiritual que vivia André Luiz. Poderia ela visitá-lo constantemente sem que para isso se sentisse obrigada a se materializar, porque o mundo pelo qual vivia era mais quintessenciado do que ao mundo espiritual em que seu filho se encontrava. Outro exemplo: em excursão à Lua, os astronautas tiveram que vestir trajes apropriados para o domínio vibratório existente naquele planeta. Portanto, diante de pequeno resumo nesse assunto poderemos considerar, sim, mundo espiritual como um planeta, diferenciado apenas, um do outro, pela sua constituição física e vibratória. Entendeu bem meu pensamento, Leitor Amigo? Cap.1-d

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.