Lázaro, vem para fora - Gibanet.com

Aécio Cesar

 

Você, Leitor Amigo alguma vez já se perguntou se estaria preparado para desencarnar ou morrer? Creio que uma grande maioria de pessoas reencarnadas na Terra fogem quando o assunto é morte. Mas devíamos, sim, nos prepararmos para morrer para que as dificuldades enfrentadas do Lado de Lá não nos deixem tantas marcas em nosso perispírito.

Quando pretendemos sair de férias e o nosso destino é a Europa, é certo que procuraríamos um hotel que esteja à altura das nossas condições financeiras. Levamos roupas devidas ao tempo nesses países. Teremos que adaptar com a cozinha estrangeira, as vezes, totalmente diferente da nossa aqui, a brasileira.

Você, Leitor Amigo alguma vez já se perguntou se estaria preparado para desencarnar ou morrer?

Pois bem, é nesse assunto que hoje venho até você para tentar discorrer sobre alguns detalhes dignos de nota no livro: “Obreiros da Vida Eterna” pelo espírito André Luiz, na psicografia do médium Chico Xavier.

Decorrendo na citação do Dr. Bezerra de Menezes presente à desencarnação da irmã Adelaide ele afirma que também passou por certa ansiedade ante o seu desencarne, mas que lembrando da passagem evangélica quando Jesus vai ao sepulcro onde estava enterrado Lázaro e lhe diz: “Lázaro, vem para fora” ele conseguiu superar o transe da morte.

E será nessa passagem é que hoje chego até você pedindo que raciocine comigo. É certo afirmar que desde quando nascemos, estamos nos preparando para nosso desencarne. A idade vai ganhando peso, nossas fases de existência vai nos proporcionando experiências. E lhe pergunto: para que toda essa parafernália de lutas e sofrimentos em um mundo marcado por provas e expiações para quando chegar o nosso momento de nos livrarmos do corpo físico, Deus irá apagar todo sentimento construído, toda bagagem moral assimilada em vitórias e derrotas? Que Deus seria esse que ao mesmo tempo que cria, mata-se o que criou. Decerto não é um Criador que hoje temos Dele as melhores considerações, não é mesmo?

Se o Pai é tão Misericordioso e Justo para com Seus filhos, decerto Ele, depois da nossa passagem para o plano do Espírito terá algo reservado para nós, isto é, segundo as virtudes ou vícios assimilados e também como fator primordial de crescimento espiritual do nosso merecimento.

Quando partirmos para o Além decerto nosso coração irá atrairmos para lugares onde nossos sentimentos mais se fizeram presentes na vida na Terra. Não encontraremos o Paraíso de delícias e muito menos um Inferno onde nossos irmãos penam seus erros eternamente. Há momento para tudo e nada no Universo acontece por acaso.

Assim sendo, devemos a partir de então nos interessarmos quanto ao nosso posicionamento diante da morte, pois que em cada noite, somos obrigados a “morrer” por algumas horas enquanto no período de sono físico. Agindo dessa forma, com certeza o susto será bem menor quando nos encararmos frente a frente com a nossa consciência, culpada ou não. Estou certo Leitor Amigo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.