Barbear Casher ou Kosher

Sebastião Fabiano Pinto Marques

Fazer a barba é algo simples para o não-judeu. Basta apenas usar uma navalha ou uma lâmina de barbear e pronto: rosto lisinho em alguns minutos.

No entanto, o judeu é obrigado a seguir as 613 Mitzvot, preceitos de alta iluminação da fé judaica, muito deles incompreensíveis ao intelecto humano, mas todos igualmente importantes para atingir os objetivos espirituais que o Eterno D’us de Israel espera de todos os judeus.

Uma dessas Mitzvath proíbe ao homem e à mulher raspar os cabelos. Veja:

“Não cortarás o cabelo de vossa cabeça em redondo, e não raspareis (com navalha) vossa barba”(Vayicrá/Levítico 19:27)

.

Em suma: nada de usar giletes, navalhas, facas, lâminas ou assemelhados para fazer a barba, nem para raspar pernas, nem para raspar virilhas e nem para raspar axilas ou qualquer outro pelo no corpo. E claro: nada de arrancar as costeletas fora. São regras de cashrut e fazem parte do barbear casher, também chamado de Kosher.

Quais são os objetivos maiores dessa regra? Não faço ideia, mas se ela existe, tenha certeza: ela é importante e deve ser seguida. Um dos efeitos materiais visíveis para saúde é a diminuição considerável das infecções e irritações causadas pelo barbear, além de eliminar o encravamento de pelos. Uma barba raspada oferece mais risco de irritações, encravamento de pelos e problemas de pele. Quem pratica o barbear Casher, não sofre desses males.

Barbear Casher ou Kosher
Barbear Casher ou Kosher

O mundo atual segue o padrão romano. Ou seja: homens de cabelos curtos e barba feita. É uma regra geral nas empresas, havendo, literalmente, discriminação social para quem não segue os padrões.

Quer dizer então que o Judeu é obrigado a trabalhar com uma barba de papai-noel e causar má impressão nos clientes, nos colegas de trabalho e no patrão? Quer dizer então que as mulheres judias são proibidas de retirar o excesso de pelo das axilas e de outras partes?

Não. Para nossa felicidade, existe solução para o problema sem infringir as leis da Torah.

Como superar os problemas de barbear sem desrespeitar a Cashrut?

A Torah proíbe apenas a raspagem dos pelos com lâmina. Cortar o pelo é perfeitamente possível sem ofender a cashrut. Nesse caso, basta usar um bom barbeador elétrico devidamente autorizado pelo seu rabino. E claro: se você for homem, deixe as costeletas! Fica charmoso e cumpre uma lei da Torah.

Barbeador elétrico: a solução para um barbear casher ou kosher. (consulte sempre o rabino antes de comprar)
Barbeador elétrico: a solução para um barbear casher ou kosher. (consulte sempre o rabino antes de comprar)

Os barbeadores da Phillips são os melhores. Eles possuem sistema que levanta o pelo e corta sem raspar a pele e sem ofender o preceito da Torah. Alguns deles possuem “aparador de costeletas”. Claro que não usaremos a ferramenta para retirar as costeletas, já que é proibido, mas o aparador é perfeito para dar uma primeira cortada na barba quando ela está muito grande. Como já é sabido, os barbeadores elétricos não cortam barbas acima de 0,5 cm sem puxá-la e causar desconforto. Quando usamos o aparador para dar uma primeira cortada na barba, o tamanho da barba cai drasticamente, permitindo o uso do barbeador sem o incômodo de ter os fios puxados. E o melhor: a barba fica lisinha e perfeita.

Para que o barbear flua ainda mais suavemente, é recomendável o uso de talco para bebê. O barbeador corta a barba mais rente e mais fácil, além de facilitar a higienização póstuma do aparelho. E claro: use gel pós barba sem álcool para evitar irritações. Sua pele agradecerá e você ainda terá cumprido um preceito da Torah. É uma excelente maneira de cumprir a Mitzvath e ainda ficar bonito e apresentável.

Aparador de costeletas: use-o apenas para cortar a barba grande, jamais para "cortar a costeleta"
Aparador de costeletas: use-o apenas para cortar a barba grande, jamais para “cortar a costeleta”

Também existem barbeadores especializados em regiões sensíveis. O que é muito útil para as pessoas mais vaidosas. Em todo caso, lembre-se: consulte o rabino. Ele te indicará com certeza se o aparelho que você pretende comprar está ou não adequado para lhe oferecer um barbear casher.

Isso tudo é só uma maneira de nos adaptarmos aos novos tempos sem ofender os preceitos da Torah. Em todo caso, não sendo possível conciliar os preceitos com as exigências da vida moderna é altamente recomendável cumprir a Torah.

Sebastiao Marques

Sebastião Fabiano Pinto Marques é Filósofo, poeta e escritor. Sebastião é Bacharel em Direito e formado em Administração Gerencial pela ETFG – Itabira. De espírito prático, ele é um entusiasta das técnicas GTD desenvolvidas por David Allen como solução mais adequada às demandas empresariais e pessoais. Também é idealizador e administrador do blog Matutando.

Uma resposta para "Barbear Casher ou Kosher"

  1. augusto   27/02/2018 em 17:27

    Oi amigo, parabéns pelo site, muito bem estruturado seu conteúdo.
    Abraços!

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.