Consuelo Van Caeneghem, jovem promessa da Arquitetura brasileira despontando no Canadá

Entrevista exclusvia: Lino Tavares

..

A entrevista da Série Personalidades é a arquiteta e urbanista Consuelo Van Caeneghem, formada pela Universidade Comunitária Regional de Chapecó (UnoChapecó), no Oeste Catarinense, residindo atualmente em Toronto, no Canadá.

Biografia

Consuelo nasceu em Alegrete-RS, transferindo-secom os pais, ainda criança, para o interior de Santa Catarina, sendo criada em Chapecó, onde frequentou o ensino básico, médio e superior. É filha do engenheiro eletricista Albert Van Caeneghem, funcionário da CELESC, e da enfermeira Marcelina Lucho Van Caeneguem, funcionária da Secretaria Municipal de Saúde, de Chapecó. Aniversaria no dia 14 de novembro, sendo portanto do signo de Escorpião.

O Início

Teve suas primeiras experiências profissionais em 2011 e 2012, atuando como desenhista na empresa chapecoense Magalhães Arquitetos Associados. Em 2013, realizou estágio profissionalizante na Hagia Sophia – Arquitetura Sustentável, e na Tumelero Arquitetas Associadas, em 2014 e 2015. Nessas empresas, a jovem arquiteta e urbanista consolidou na prática sua formação universitária, adquirindo consciência plena de sua real vocação e partindo para projetos de maior relevância no curso da carreira.

O Despontar no Exterior

Durante uma viagem de estudos ao Canadá, Consuelo conheceu em Toronto o Gastrônomo brasileiro Rafael Faysano, radicado profissionalmente naquela cidade, de quem se tornou namorada, vindo a contrair matrimônio pouco tempo depois e fixando residência naquele país da América do Norte. Após um período de adaptação aos hábitos e costumes do nova pátria que escolheu para viver , Consuelo Van Caeneghem teve seu potencial reconhecido, recentemente,  sendo contratada por um importante complexo empresarial da área de Arquitetura e Urbanismo do Canadá, onde vislumbra um futuro promissor no ramo profissional que abraçou.

Consuelo Van Caeneghem Responde

Quando despertou em você o interesse em cursar Arquitetura e Urbanismo ?
R: Quando percebi que gostaria de entender como uma edificação pode alterar o cotidiano das pessoas, como a arquitetura está envolvida na história da humanidade e como ela estará no futuro.

Antes de optar por essa área, você teve outros planos em relação ao estudo universitário ?
R: Eu tinha vontade de fazer engenharia química, até conhecer alguém que estava na faculdade do mesmo (hehe!). Percebi que Arquitetura e Urbanismo era a melhor escolha.

Você se inspirou em algum familiar para cursar Arquitetura e Urbanismo ?

R: Não, ninguém na minha família é arquiteto, porém a maioria trabalha com humanas e meu pai é engenheiro eletricista, então de certo modo tive um contato com artes e exatas.

Quando ficaram sabendo sobre sua opção universitária, seus pais encararam com naturalidade ou tinham outras expectativas sobre sua carreira ?

R: Meus pais nunca me direcionaram a alguma profissao especifica, mas sempre incentivaram a ter educacão superior e/ou principalmente conhecer algo que eu gostaria de fazer como profissão.

Logo que iniciou essa faculdade, você sentiu que era isso mesmo o que queria, ou chegou a pensar em mudar de curso ?
R: Nunca pensei em mudar e nem desistir. Sempre achei a faculdade desafiadora mas sempre fui curiosa e determinada.

Após ter se formado, você teve projetos de exercer Arquitetura e Urbanismo no Brasil, ou já tinha planos de exercer a profissão no exterior ?
R: Sempre tive vontade de trabalhar com projetos grandes e desafiadores, infelizmente a cidade onde morava não tinha incentivo a isso. Nunca tive planos de exercer a profissão no exterior, até que eu conheci uma cidade que senti que tinha o que eu procurava.

A Arquitetura brasileira, a seu ver, está entre as mais evoluídas do mundo ou ainda levará anos para chegar a esse nível ?
R: Evolução é uma questão relativa, é dificil entrar nesse assunto. Mas acredito que tudo pode melhorar e sempre devemos procurar alternativas mais econômicas e eficazes. O que é mais agravante , pra mim, é o planejamento urbano no Brasil, é o que mais sinto diferença morando no exterior.

Como você vê a evolução da Arquitetura e Urbanismo no Brasil da década de 1950 para cá, quando o arquiteto Oscar Niemeyer e o urbanista Lúcio Costa projetaram e edificaram Brasília ?

R: Triste é a evolução da arquitetura das formas ( formas apenas), e que que atualmente foi parar na arquitetura que está limitada à função apenas (pra não dizer econômico)

Sendo a Arquitetura e a Engenharia Civil atividades correlatas, você acredita que ambas estão no mesmo nível, no Brasil, ou considera que uma está à frente da outro em termos de evolução ?

R: Um necessita do outro, sendo assim nenhum pode estar muito mais evoluído do que o outro.

Você diria que Arquitetura e Urbanismo ou Paisagismo, além do aspecto técnico que as caracteriza, podem representar também expressão de arte ?

R: Tudo representa arte pra mim. Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo são feitos para as pessoas e lida com os sentimentos das pessoas. Ter essa profissão é uma entrada para o coração das pessoas, assim como a arte.

O fato de estar iniciando o exercício profissional de sua formação universitária no Canadá representa uma perspectiva mais promissora do que se isso estivesse acontecendo no Brasil ?

R: Bem, mais promissora não sei dizer, mas é muito desafiadora, não apenas na carreira profissional mas pessoal também. Confesso que achei que ia ser mais facil a adaptação e eu diria que é nascer num lugar diferente sem ter pontos de referência, sem conhecer quase ninguém, não ter história nenhuma ou rotina. Porém tudo isso é compensador. Muito. Estou muito feliz trabalhando com pessoas que passaram ou que passam por esse renascer, pois Toronto tem população de 50º estrangeiros.

Bate-Bola com Consuelo Van Caeneghem

Uma Saudade ? Meus pais

Dever de gratidão ? Meus pais

Lembrança ? Acordar num sábado de manhã com o conversar das minhas tias, mãe e vó na cozinha, tomando chimarrão e ouvindo a rádio.

Amigos para sempre ? Devemos ser nós mesmos.

Deus ? Cada um tem o seu.

Religião ? Não vejo benefícios.

Superstição ? Acreditar que tudo que vivo é real.

Cor preferida ? Azul escuro

Número de sorte ? 7

Prato preferido ? Panqueca americana, com chantilly, maple syrup e morangos num domingo preguiçoso com a companhia de meu marido e minha filha de 4 patas.

Principal hobby ? Escrever cartas e cartões.

Time do coração ? Minha família.

Sonho realizado ? Trabalhar na área que gosto.

Sonho a realizar ? Ter filhos.

Gênero musical ? O que me faça dançar.

Filme ? Amélie

Livro ? O Mundo de Sofia e Trilogia Millennium

Viagem inesquecível ? Aquelas que acontecem coisas que não estavam programadas.

País ? Canadá.

Personalidade nacional ? Jane jacobs.

Personalidade internacional ? Elon Reeve Musk

Atriz ou ator ? Nicole kidman

Cantor ou cantora ? Ella Fitzgerald

Como Consuelo define Consuelo ? Consuelo gosta de ouvir os outros e guarda muita curiosidade dentro de si. Ainda não sabe porque vivemos, mas acredita que a vida é isso, viver sem ter certeza de nada.

Projetos na carreira ? Muito estudo, muita dedicação e muito suor.

Considerações finais

Acho engraçado escrever sobre mim, pois ao mesmo tempo que somos únicos no mundo, estamos incluídos na população mundial de 7,6 bilhões de pessoas; então quem sou eu na importância disso tudo? Sou muito jovem e muito ignorante ainda, mas só sei que estamos na mesma caminhada e todos temos a oportunidade de fazer algo diferente da única vida que vivemos nessa Terra.

Contatos e Redes Sociais

E-MAIL:vanconsuelo@gmail.com

              FACEBOOK

              PINTEREST

              LINKEDIN

              VÍDEO DAFORMATURA 

Lino Tavares

Lino Tavares é jornalista diplomado, colunista na mídia gaúcha e catarinense, integrante da equipe de comentaristas do Portal Terceiro Tempo da Rede Bandeirantes de Televisão, além de poeta e compositor

5 resposta para "Consuelo Van Caeneghem, jovem promessa da Arquitetura brasileira despontando no Canadá"

  1. Marcelina   18/03/2018 em 16:02

    Parabéns à Arquiteta Consuelo por mostrar que o Brasil tem profissionais competentes, Bem além do Carnaval e da corrupção, É principalme te parabéns a você Lino, pelas perguntas tão bem elaboradas.

    Responder
  2. Marcelina   18/03/2018 em 16:03

    COM CORREÇÕES:
    Parabéns à Arquiteta Consuelo por mostrar que o Brasil tem profissionais competentes, bem além do Carnaval e da corrupção, E principalmente parabéns a você Lino, pelas perguntas tão bem elaboradas.

    Responder
  3. Albert V Caeneghem   18/03/2018 em 17:28

    OBRIGADO por sua entrevista com minha filha Consuelo . Sua sobrinha respondeu muito bem suas perguntas formuladas de uma inteligentes.
    Um abraço compadre Lino !!

    Responder
  4. Lino Tavares
    Lino Tavares   20/03/2018 em 17:18

    Amigos e compadres Albert e Marcelina. Nós, comunicadores somos apenas meio. Personagens centrais das notícias e matérias correlatas positivas são e pessoas que as tornam interessantes mercê de sua pujança e talento. A Consuelo, que tanto orgulha aos pais e reflete sua luz nos parentes próximos como eu e a Tânia, é um exemplo clássico desses seres iluminados, o que me sugere dizer que a excelência dessa matéria consubstancia-se basicamente no que ela respondeu e não no que lhe foi perguntado. O Diretor desta revista eletrônico de São Paulo, meu colega e amigo Gilberto Vieira Souza, certamente ficou encantado com essa publicação, conforme tem revelado em outras entrevistas que produzimos em parceira com gente talentosa de todas a áreas profissionais e artísticas. Obrigado, Consuelo, por teres nascido, crescido. estudados nos dado mais esta alegria.

    Responder
  5. Lino Tavares
    Lino Tavares   20/03/2018 em 17:20

    Amigos e compadres Albert e Marcelina. Nós, comunicadores somos apenas meio. Personagens centrais das notícias e matérias correlatas positivas são e pessoas que as tornam interessantes mercê de sua pujança e talento. A Consuelo, que tanto orgulha aos pais e reflete sua luz nos parentes próximos como eu e a Tânia, é um exemplo clássico desses seres iluminados, o que me sugere dizer que a excelência dessa matéria consubstancia-se basicamente no que ela respondeu e não no que lhe foi perguntado. O Diretor desta revista eletrônico de São Paulo, meu colega e amigo Gilberto Vieira Souza, certamente ficou encantado com essa publicação, conforme tem revelado em outras entrevistas que produzimos em parceira com gente talentosa de todas as áreas profissionais e artísticas. Obrigado, Consuelo, por teres nascido, crescido. estudados nos dado mais esta alegria.

    Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.