Aprenda Com o Silêncio - Gibanet.com
Aprende com o Silêncio

(*)

Aprende com o silêncio a ouvir os sons interiores da tua alma, a calares-te nas discussões e assim evitar tragédias e desafectos…


Aprende com o silêncio a aceitar alguns factos que tu provocaste, a ser humilde deixando o orgulho gritar lá fora, evitar reclamações vazias e sem sentido…

Aprende com o silêncio a reparar nas coisas mais simples, a valorizar o que é belo, ouvir o que faz algum sentido…

Aprende com o silêncio que a solidão não é o pior castigo, existem companhias bem piores…

Aprende com o silêncio que a vida é boa, que nós só precisamos olhar para o lado certo, ouvir a música certa, ler o livro certo.

Aprende com o silêncio que tudo tem um ciclo, como as marés que insistem em ir e voltar, os pássaros que migram e voltam ao mesmo lugar, como a Terra que faz a volta completa sobre o seu próprio eixo…

Aprende com o silêncio a respeitar a tua vida, valorizar o teu dia, ver em ti as qualidades que tu possuis, equilibrar os defeitos que tu tens e sabes que precisas corrigir e ver aqueles que tu ainda não descobriste .

Aprende com o silêncio a relaxar, mesmo no pior trânsito, na maior das exigências, na discussão mais acalorada, na discussão entre familiares…

Aprende com o silêncio a respeitar o teu “eu”, a valorizar o ser humano que tu és, a respeitar o Templo que é o teu corpo, e o Santuário que é a tua vida.

Aprende hoje com o silêncio, que gritar não traz respeito, e que ouvir ainda é melhor que muito falar…

Adaptado J.Y.Leloup (2008)

“Sempre que olhar para alguma coisa azul, para o azul do céu, para o azul do rio, sente-se silenciosamente e olhe dentro desse azul; você sentirá uma profunda sintonia com ele.

O azul é uma das cores mais espirituais porque é a cor do silêncio, da quietude. É a cor da tranquilidade, do repouso, do relaxamento.

Assim, sempre que você estiver realmente relaxado, de repente sentirá interiormente uma luminosidade azulada. E se puder sentir uma luminosidade azulada, sentir-se-á inteiramente relaxado. Isso funciona dos dois jeitos.”

(*) Este texto foi enviado por nossa amiga Rosangela Barreto (Rose), a quem agradeço a amizade e o carinho de sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.