Aécio Cesar

..

Tudo que pensamos principalmente aqueles pensamentos de qualidade inferior, pode se tornar uma arma fatal para o nosso contexto de vida? Se não soubermos distinguir nosso verbo do que seja útil para nós, certamente receberemos uma carga vibracional bastante acentuada que irá desestabilizar determinados neurônios responsáveis pela caracterização in natura das nossas palavras.

Para tal intento, vamos ver o que nos diz o Instrutor Cornélio, diretor da Instituição “Santuário da Benção” onde André Luiz visitava: “Toda conversação prepara acontecimentos de conformidade com a sua natureza”. Estamos em um mundo em que o vazio – pelo qual muitos imaginam – não existe. Ao contrário, estamos mergulhados num oceano de energias em que delas, capturamos aquelas – boas ou ruins – segundo o nosso posicionamento referente ao que pensamos. São muito tênues as variantes de força que envolve nosso psiquismo. Será, portanto, maléfico ou benigno segundo as ideias que formulamos materializando-as através das expressões as mais sentidas.

..

facetasverbo1

..

No intuito de fortalecer seu pensamento, o instrutor acima complementou: “Dentro das leis vibratórias que nos circundam por todos os lados, é uma força indireta de estranho e vigoroso poder, induzindo sempre aos objetivos velados de quem lhe assume a direção intencional”. Vale ressaltar aqui nessa citação a parte em que diz “… força indireta…”, ou seja, ela será receptiva ou não a nós se acionarmos os mecanismo vibracionais em que dela se nutre vindo a fazer parte do nosso composto orgânico de igual teor. A partir de então estaremos conectados mais diretamente a ela, fomentando dela, o nosso pensamento no que consiste a uma conversação aprazível ou não.

Nessa instituição, acima citada foram suprimidos todos os apontamentos contrários ao Verbo Divino. Isenta, pois, de qualquer força menos feliz, passou a existir nela uma facilidade muito grande para a criação daquelas energias mais sutis adaptando-as às necessidades de todos seus residentes.

Segundo o que nos é passado nesse livro “Obreiros da Vida Eterna”, pelo espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier, muitos procuravam esse Santuário sem nenhuma disciplina no que condiz ao pensamento sadio, repetindo, mais vezes, como aqui na Terra, às nossas idas às igrejas e templos, como também às Casas de Orações para negociar nossos “pecados” ou vícios através de repetidas orações, como salvo-conduto das nossas mais agonizantes aflições. No entanto, de nada valerá nossas preces se ainda continuamos com os braços cruzados esperando cair dos Céus o Maná santificador. Com isso, no “Santuário da Benção”, houve várias investidas de delegações responsáveis ao controle do pensamento no intuito da sua limpeza mental. E, para isso, houve a aplicação de medidas retificadoras, ou seja, instalações em vários pontos dessa Casa de Transição de vários registros vibratórios. Mas, o que seriam esses registros Leitor Amigo? É o que veremos na próxima semana. Cap. 2-c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.