Antonio Carlos Fernandes Jr, da CONACATE – Conf. Nac. das Carreiras Típicas de Estado participou da entrega em Genebra no 27º Congresso Mundial da UITA de documento que condena a reforma trabalhista e aponta violação das convenções das quais o Brasil é signatário.Este documento do FST Forum Sindical dos Trabalhadores denuncia que a aprovação da lei da reforma trabalhista pelo Congresso Nacional e já sancionada pelo Executivo viola as Convenções 98, 154 e 155 da OIT, segundo as quais a promoção das convenções coletivas devem ser efetivadas sempre em condições mais favoráveis das fixadas na legislação do trabalho. Ou seja, os acordos e convenções, segundo as normas da OIT ratificadas pelo governo brasileiro, não podem subtrair direitos consagrados em lei, como prevê a reforma trabalhista recém-aprovada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.